Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Quiosques de Lisboa

Os quiosques Lisboetas estão cada vez mais bonitos.

Assim, depois de comer um delicioso pastel de nata comprado neste quiosque...desenhei este quiosque, experimentando uma caneta Stabilo castanha. Gostei do efeito que fez a aguarelar!



1 comentário:

Ana Carvalho disse...

Passeia-se por Lisboa, e os muitos, e coloridos, quiosques dão graça à cidade e permitem a quem passa descansar e conviver... o olho-vivo dos Usk devolve-nos estes pormenores/pormaiores!!