Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

terça-feira, 18 de junho de 2024

Oficinas Singulares #47 | Pedro Alves

«Uma das coisas que mais me atribulava no início da minha aprendizagem com aguarelas, era ver como alguns aguarelistas faziam as manchas e os céus tão naturais e fluidos e mais tarde percebi que mais que misturas na paleta, uma folha de aguarela molhada é o ideal para misturar cores de forma espontânea e natural. Iremos então recorrer a essa técnica para desenvolver céus fantásticos e deixar a água trabalhar por nós.... (Pedro Alves)»

Alâmpadas de São Pedro



[Voltei à Ribeira Seca, isto é que é gente de trabalho…]

Voltei à Ribeira Seca da Ribeira Grande para continuar os meus desenhos. Espreitei na Casa das Cavalhadas onde, todos os dias, se desenvolve um trabalho de criação de Alâmpadas com crianças em ateliê de tempos Livres. É um serviço de mediação que explora materiais mais duráveis. As frutas são modeladas com pasta de papel e são pintadas posteriormente, as flores são realizadas com cartolinas e papéis coloridos permitindo a criação de novos objetos e a interiorização de uma matiz cultural. O entusiasmo não se limita apenas aos mais jovens, envolve pessoas de todas as idades, evidenciando a ligação entre diferentes gerações. Música, cantorias e muito trabalho acompanhado da limpeza permanente da sala onde tudo acontece. E, entre as remeças de flores para «desfolhar» lá se ouve «_E viva o Mordomo, Viva!!!» com um «Viva» coletivo.

domingo, 16 de junho de 2024

Na praia


 

Alâmpadas de São Pedro


Hoje fomos desenhar as Alâmpadas de São Pedro na Ribeira Seca da Ribeira Grande. Confrontei-me com um projeto comunitário muito bonito. O sr. Amaral foi-nos explicando o processo de construção destes objetos únicos. “Todos participam neste convívio, mas já perdemos muita gente que fazia parte da comunidade”. Enquanto uns fazem as Alâmpadas outros cozinham e o ambiente de festa parece continuo. Também as crianças são envolvidas numa espécie de serviço educativo que as faz construir estes objetos em papel e lhe ensina a tradição. Fomos extremamente bem acolhidos e é certo que lá voltarei para aprender desenhando. Para quem não sabe “As alâmpadas são arranjos feitos com flores e frutos, que de alguma maneira fazem lembrar um lampadário. Destinam- se a ornamentar a paroquial da Ribeira Seca da Ribeira Grande e a oferecer a pessoas ou entidades públicas que se queira honrar durante as festas de São Pedro. Os Frutos utilizados são fruta lampa, nome que se dá aos primeiros frutos da estação. “Lampa” é também, além de “ alâmpada”, uma das palavras que existem em Português com o mesmo significado e “lâmpada”. Foi provavelmente da confusão entre lampa, com o sentido de fruta temporã, e lampa, com o significado de lâmpada, que surgiu o termo alâmpada para designar estas ofertas de flores e frutos que, segundo o Dr. Cortes Rodrigues, terão tido origem nas que foram feitas com os primeiros frutos colhidos depois da esterilidade provocada pela erupção vulcânica da de 1563.”

Texto de Dr. Daniel de Sá

Ribeira Grande, junho de 1994







quarta-feira, 12 de junho de 2024

Desenhar Alâmpadas


Vamos desenhar Alâmpadas no dia 15 de junho pelas 10:30h, estes objetos enquadram-se nas celebrações da Festa de São Pedro, na freguesia da Ribeira Seca, da Ribeira Grande. 

Os Urban Sketchers Azores associam-se a esta festividade para registar o fabrico das “Alâmpadas”. Este encontro será no salão de festas mesmo no largo da igreja da Ribeira Seca.

As festas de São Pedro ou Cavalhadas de São Pedro, no concelho da Ribeira Grande fazem parte do património cultural imaterial da ilha de São Miguel e as “Alâmpadas” também fazem parte desta tradição secular. São essencialmente arranjos florais em forma de lampário e compostos pelas flores e frutos da época, como as hortênsias, os bordões de S. José, o milho, a laranja, o limão, o ananás, entre outros.

Estes ornamentos são pendurados nas varandas ou paredes das casas de quem oferece um contributo financeiro/material em sinal de promessa para o santo. É uma forma de agradecer a fertilidade da terra para as novas colheitas. 


O encontro terá inicio às 10:30h e finaliza às 13:00h, mas há a possibilidade de acompanhar os trabalhos à tarde. Assim, quem quiser ficar a desenhar durante a tarde, deve levar lancheira.

Oficinas Singulares #47 | Pedro Alves (DIA 18 de junho pelas 10:00 açores/11:00h continente)

À semelhança do desenhar com… esta sessão consiste numa conversa informal - em Livestream - sobre a prática do desenho.

Nesta 47ª sessão convidamos o Pedro Alves para nos falar da sua abordagem e a desafiar-nos a desenhar - no/ num local - de acordo com o seu modo de ver.

A conversa será apresentada em direto no facebook e partilhada no nosso blogue e canal de Youtube.

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/dk_limp/?hl=pt

#USkPAzores

#USkPortugal

#urbansketchers

#oficinassingulares

@dk_limp


 

quinta-feira, 6 de junho de 2024

segunda-feira, 27 de maio de 2024

O Sagres em Aveiro

 As comemorações do dia da Marinha levaram o Navio Escola Sagres a Aveiro. Durante uma semana esteve ancorado no Cais do Sal, na ria de Aveiro, um local onde nunca esperaria ver uma embarcação tão grandiosa, pois por ali apenas costumamos ver barcos de recreio, praticantes de remo ou regatas de moliceiros, e isso ainda lhe conferiu um ar mais majestoso! 



















Festa dos Vizinhos

Campo de Ourique
 

domingo, 26 de maio de 2024

Pessoas a ler

Alguém lia na esplanada do café apesar do frio que se fazia sentir nesta altura
: Marcador : Canetas de Feltro :

 

segunda-feira, 20 de maio de 2024

domingo, 19 de maio de 2024

Mensagem à comunidade Urban Sketchers

 

 

Olá a todos!

Estamos a instalar-nos na nossa associação.

Vamos precisar de algum tempo para o efeito.

Oportunamente, gostaríamos de partilhar as novidades com todos.

 

Como sabemos, o grupo Urban Sketchers Portugal e seus amigos é um grupo muito heterogéneo.

Há pessoas de todas as idades, com várias profissões, de várias nacionalidades e com muitas aptidões distintas.

É natural, pois, que hajam preferências e gostos diferentes.

Por este motivo, a Associação está empenhada em diversificar o modo como comunica e se acede à principal informação, para que possamos chegar às pessoas com maior agilidade.

Pedimos a vossa compreensão e que nos deem algum tempo para otimizar a informação nos canais necessários.

 

Entretanto, gostaríamos de saber a vossa opinião e ter o vosso contributo.  

Queremos saber as vossas ideias para o futuro, mesmo as mais ousadas, bem como quais as vossas expectativas para este novo período.

 

Tens algum projecto na área do desenho que ainda não viu a luz do dia?

Fala-nos sobre o mesmo.

 

Gostavas de ir desenhar a algum local em concreto?

Sugere!

 

Fizeste uma viagem e gostavas de publicar os teus desenhos de reportagem?

Escreve-nos.

Contem-nos em que é a Associação pode ser útil à comunidade.

Todos os que queiram podem escrever-nos para USk.portugal@gmail.com, na certeza de que serão ouvidos e acolhidos. Todos os emails serão respondidos.

 

Criámos o grupo oficial dos Urban Sketchers Portugal no Facebook.

https://www.facebook.com/groups/urbansketchersportugal

Um grupo publico, livre e aberto a todos.
Destina-se a receber as publicações de urban sketching de todos os que queiram participar.
É também possível partilhar-se actividades e agenda de encontros, passados e futuros.

 

Sejam muito bem vindos!

Vamos para a frente desenhar nos nossos cadernos.

Obrigada,

Sandra Lopes

 

Presidente Urban Sketchers Portugal

2024-2026

Matiné de rabiscos


 

sábado, 18 de maio de 2024

Oficinas Singulares #46 | Alexandre Esgaio


 À semelhança do desenhar com… esta sessão consiste numa conversa informal - em Livestream - sobre a prática do desenho.

Nesta 46ª sessão convidamos o Alexandre Esgaio para nos falar da sua abordagem e a desafiar-nos a desenhar - no/ num local - de acordo com o seu modo de ver.

A conversa será apresentada em direto no facebook e partilhada no nosso blogue e canal de Youtube.

Jardins de Maio



 Gulbenkian

terça-feira, 14 de maio de 2024

Cascais - Torre - Rua das Videiras.


 Depois de almoço, dei com esta maravilha, o pior é que a rua é estreita e cheia de carros, por isso não tem recuo.

domingo, 12 de maio de 2024

Ainda Florença - Piazza Del Mercato Central!


 O Casario da "Piazza del Mercato Central", junto à "Catedral Di Santa Maria Del Fiore".

Exposição | Uskazores

CONVITE
O Diretor da Coleção Visitável da Matriz de Lagoa, Pe. Eurico Caetano, tem a honra de convidar V.Ex.ª e família para a inauguração da Exposição comemorativa do 7º aniversário da Coleção Visitável da Matriz de Lagoa e do Dia Internacional dos Museus, intitulada "Riscar o Património Monumental Religioso" em parceria com os Urban Sketchers Açores, que se realizará no próximo dia 18 de maio, pelas 20h00, na Igreja Matriz de Lagoa, na freguesia de Santa Cruz.

 

sexta-feira, 10 de maio de 2024

quinta-feira, 9 de maio de 2024

APANHA DE CHÁ | PORTO FORMOSO

No dia 11 de Maio, irão ser recriados os costumes e as vivências dos ranchos de mulheres que se dedicavam à colheita do chá na costa norte de São Miguel, vestidas de acordo com recolhas e testemunhos da época. As ‘apanhadeiras’ colhem as folhas novas da planta do chá, que são posteriormente enroladas pelo processo de fabrico tradicional. 

A animação também estará presente nesta Apanha de Chá através dos ‘balhos’, dos jogos tradicionais e de outras memórias de juventude das antigas apanhadeiras.


As atividades decorrem  das 10h00 às 17h00h.

Inscriçãohttps://forms.gle/U6m6Cw45W8PpW64Z8


Dia da Espiga


 

Corte de Ouro - Ameixial - Serra do Caldeirão

Desenho realizado durante o encontro dos Urban Sketchers Algarve no "Walking Festival Ameixial" na localidade de Corte de Ouro.



Gente a ler na praia

Nazaré
: Esferográfica : Canetas de Feltro :