Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Oficinas Singulares #09 | Emanuel Félix


À semelhança do desenhar com… esta sessão consiste numa conversa informal - em Livestream - sobre a prática do desenho.

Nesta 9ª sessão convidamos o Emanuel Félix para nos falar da sua abordagem e a desafiar-nos a desenhar - no/ num local - de acordo com o seu modo de ver. A conversa será apresentada em direto no facebook e partilhada no instagram e no nosso canal de Youtube.


Ao finalizar a conversa o nosso convidado lança-nos um desafio que gostaríamos de ver resolvido por todos aqueles que gostam de desenhar em caderno e que se sintam estimulados pelo desenho no local.


Usaremos esta estratégia para que, mensalmente, possamos aproximar praticantes de desenho do País e além fronteiras e para partilhar o que se faz em caderno.

Facebook: https://www.facebook.com/emanuel.fx

Instagram: https://www.instagram.com/emanel/


Água e Sabão

 Muitas coisas mudaram desde o início da pandemia, mas a lavagem das mãos veio para ficar.  

  Graças a Deus temos água e sabão!




quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Cebola

Transformar

Para que serve uma caixa para capsulas de café? Para pôr lapis e canetas, claro. A pintura em contraponto com o lettering não deixa dúvidas. Ninguem vai ali procurar café.

 

Quarentena desenhada 2021 - Desafio #7 - Eu é que sou o(a) Mestre de Culinária!

 

Ponham o chapéu, ajeitem o avental, afiem as facas e mãos à obra!
Desenhem uma receita e expliquem-na tim-tim por tim-tim para que os mais audazes a consigam replicar.
Ou…
…desenhem a vossa melhor obra culinária de modo que nos deixem de água na boca mas mantenham a receita em segredo!

Já sabem que será desenho de observação, in situ, um desenho que registe directamente o que observamos.

Publiquem usando as etiquetas #QuarentenaDesenhada2021 #uskpDesafio7

Todas as quintas-feiras, um desafio novo.

Participem e bons desenhos!

Eu estive aqui!


 

A escola está diferente


 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Ria Formosa

Faro 2020



China House

China House é uma café/ restaurante/ galeria/ loja/ teatro/biblioteca/ jardim que leva o "desenho de superfícies" muito a sério. Todas as mesas são desenháveis e no final da semana o melhor desenho é seleccionado e exposto na galeria. 

O sitio perfeito para testar o desafio 6 - Venham a mim as superfícies!





Rota do Algarve no ano da Pandemia: Aljezur e Monchique

 Continuando pelo Barlavento Algarvio segui pelo concelho de Aljezur e de Monchique, para descobrirem mais sketches podem clicar aqui. 



Auto-retrato em copo de papel #USkP Desafio 6

 O que faz um takeaway associado ao Desafio 6 da Quarentena Desenhada 2021??

Grande ideia! Vou tentar fazer como o Pedro Loureiro e pintar uma cara num copo de papel que chegou  a minha casa com um belo arroz de grelos! Mas que cara?? Ora bem, treino um auto retrato (ficou favorecido, pois claro ;-))!





A escola está diferente

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Colares

Um desenho antigo, de 2010, e o acrílico que o teve por origem.



Da minha janela

 Confinar, arejar, namorar, passear os cães... é o que vejo da minha janela!


Útil e agradável

Esta foi a solução que encontrei para o desafio desta semana " Venham a mim as superfícies!".
Aproveitei o saco de pano que uso para ir às compras ao mercado e desenhei-lhe um ananás utilizando marcadores.
O útil é o saco de pano reutilizável. O agradável foi desenhar e comer o ananás que estava delicioso.



Rota do Algarve no ano da Pandemia: Albufeira, Ferragudo e Portimão

Finalmente cheguei à minha cidade, Portimão, é sempre uma enorme alegria estar com a nossa família e amigos, ir aos mesmos locais que ia anteriormente, sentir os mesmos cheiros e ver as mesmas paisagens, é reconfortante e é desafiante descobrir as diferenças desde a última visita. Para descobrirem mais desenhos cliquem aqui. 

Zona ribeirinha de Portimão junto ao Clube Naval. 


domingo, 21 de fevereiro de 2021

Oficina singular


Em resposta ao desafio do Luís Ançã, na Oficina Singular, procurei afastar-me da vista convencional da cidade de Ponta Delgada e fui até Santa Clara de onde se vê com clareza o cachecol de «pés de galo» que protege a frente marítima.

padrões padrões padrões padrões padrões


 

sábado, 20 de fevereiro de 2021

pijama mode

 


A Lolly é uma cadela muito amiga e com um olho de cada cor


 

Quem não tem cão caça com... peluches

 Ainda depara responder ao desafio dos “pets”, não tendo animais domésticos em casa fui buscar o mais próximo que há disso cá em casa: os dois peluches preferidos da minha filha Alice, a rena Eva e o urso Eddy.

Juntei-lhes uns grelos de couve para um “dois em um”, ou seja, para responder igualmente ao trabalho para o curso de Desenho de Natureza, para o qual escolhi usar 3 materiais e técnicas diferentes: traço com caneta Platinum, mancha com caneta-pincel Pentel e gradientes com grafite 2B.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Meditando...


 

Padrões cá de casa

A amiga das quarentenas


Casa doa Azulejos

 


Muralha

Ao fundo avista-se Ponta Delgada com a sua «torre de Babel» (o Edificio do Centro Comercial Solmar),  à esquerda o ilhéu de São Roque que dá o nome à freguesia de Rosto de Cão e em primeiro plano a Muralha do “Fortim de São Caetano do Pópulo”, também referido como "Forte de São Caetano do Pópulo", localizada na praia do Pópulo, na freguesia de Rosto de Cão-Livramento, concelho de Ponta Delgada, costa Sul da ilha de São Miguel, na Região Autónoma dos Açores, em Portugal.

Cestos de todas as cores e feitios


 Adoro cestos e adoro os seus padrões e cores diferentes. Estes são alguns que tenho cá em casa.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Quinta da Peixota. Eguaria.

O confinamento e respectivas obrigações não me deixam muitas oportunidades para urbansketching.
Este desenho já tem quase 22 anos!!!


moinho_bonabal

 


Quarentena desenhada 2021 - Desafio #6 - Venham a mim as superfícies.

 

O desafio passa pela superfície onde vão desenhar. Utilizem o interior de embalagens de papel, cartão, copos de papel, pratos de papel, pedras, folhas de plantas, madeira, cerâmica, azulejos, tela, saquinhos de chá. tecido, parede, plástico, etc.
Não podem usar papel.

Já sabem que será desenho de observação, in situ, um desenho que registe directamente o que observamos.

Publiquem usando as etiquetas #QuarentenaDesenhada2021 #uskpDesafio6

Todas as quintas-feiras, um desafio novo.

A Estrada de Telheiras


 

Padrões no coração!

Aqui vai a resposta ao desafio 119, padrões em casa. 

Achei imensa piada ao projecto do Pedro com a sua aversão a padrões, cá em casa é o oposto. Para onde quer que se olhe só temos padrões: riscas, bolinhas, quadradinhos e muitos muitos padrões dos batik típicos da Malásia. 

Para este desenho pedi ao namorado que vestisse a camisa com mais padrões mas acabou por se perder no meio de todos os outros. Pediu-me para o desenhar com a guitarra porque avisei-o logo que este desenho ia demorar (é quase meditativo desenhar padrões não é?) mas acabou por se distrair a olhar para a televisão. 

Este desenho foi feito no caderno, fotografado e pintado digitalmente usando o procreate. 



quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Padrões em casa

 À espera para sair...demasiado formal para ir à padaria.


65ºEncontro desenho em Diários Gráficos

No dia 27 de fevereiro às 10:00h visitaremos o Arquivo de Ponta Delgada. Vamos à descoberta de algumas edições especiais, documentos raros, únicos ou antigos. De acordo com as exigências de segurança sanitária só é permitida a entrada de 10 pessoas. Por esse motivo pedimos que se inscrevam para o e-mail: urbansketchersazores@gmail.com, aceitaremos as  primeiras 10 inscrições.

(A sessão será emitida em direto para todos os que não tenham tido oportunidade de se juntar para desenhar no local.)

Aeroporto João Paulo II



Levei os miúdos ao campo de futebol da Relva, um queria jogar à bola e o outro queria andar com a trotineta nas rampas para os skates, acabaram a jogar «trotiball», uma modalidade inventada na hora pelos primos Cabral. Entretanto, sentei-me no topo de uma das rampas, se a vista dali é privilegiada ainda me senti mais perto da pista. Foi estranho ver tantos aviões em terra... é um sinal dos tempos!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Ai que saudades

 Verão, bom tempo, férias, esplanadas, andar na rua...



Casal da Guilhalmeira

 Caminhada ilustrada...com os pés na terra...



Largo da Luz num domingo de sol


 

"Pets" em quarentena desenhada

 Sem as minhas aguarelas, com Ecolines diretamente no papel sem desenho prévio, assim saiu a minha Guida: a intrusa que não me deixa pintar...

O ambiente levou caneta e lápis de cor (fui à gaveta da minha neta).




Homenagem ao Eduardo - Revista Blimunda

 


Fomos contactados pela Silva Designers para disponibilizar fotos do Eduardo porque no lançamento do novo formato da revista Blimunda da Fundação Saramago iria constar um artigo de homenagem ao Eduardo.

Melhor que fotos, sugerimos desenhos que se juntaram na conta @desenhareduardosalavisa do Instagram.

O artigo já está disponível para lerem.

"in situ"


 

Pequerrucho mai'fofo!

 Uma das grandes "falhas" na minha vida de expatriada nómada é a impossibilidade de ter animais de estimação. Eu sei, eu sei... há quem consiga! Mas quando se está num país novo é complicado o suficiente orientar a nossa própria vida, quanto mais a de um animal. 

Mas isso não significa que não se façam amizades com os animais vizinhos! Ora neste pedacinho onde vivemos na Malásia há uma praia onde vivem uns quantos cãezinhos e é com grande alegria que os vamos visitar, sempre que possível. Trouxemos uma vez um saco de comida para cão, mas eles quase que nos reviraram os olhos com desdém. Descobrimos que estes cãezinhos são alimentados a carne a sério pelos locais que também os "adoptaram"! 

Isto tudo para dizer, aqui vai a minha resposta ao Desafio #5 da Quarentena desenhada! 

Ultimamente decidi que é uma parvoíce o bloqueio que tenho em relação ao "caderno da atualidade" como chamou a Alexandra ao Ipad e ando a usá-lo em combinação com o caderno "analógico". Ou seja, este desenhos são feitos a caneta, fotografados, e coloridos digitalmente usando o procreate. Aqui também inclui uma "colagem digital" (fotografia da areia).