Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Praia da Areia Branca - Lourinhã

Ontem voltei costas ao cheiro da terra, às árvores, às nuvens e fui até à beira mar, em busca do sol, da praia, da maresia. Na praia da Areia Branca, a mais próxima dos meus passos, sinto a profunda  presença do céu, do sonho, dos efeitos que a luz e sons trazem à vida, ao amor e ali refaço energias, me embalo na paisagem e disperso os sentidos. Então os meus dedos trémulos esboçam imaginações do real... e ei-la aqui, a imagem da minha azulada visão....     

2 comentários:

Manuela Rolão disse...

Um bonito desenho que pode participar no desafio deste mês "á beira do mar"... Falta por a etiqueta!

Pedro Alves disse...

As tuas cores topam-se à légua Ana ;) Muito bom!