Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Casa dos Penedos

A Casa dos Penedos continua a ser um dos icones da Vila de Sintra e eu não me canso de a representar com nevoeiro ou com sol, como foi neste caso. Encaixada no arvoredo que trepa por detrás, é uma construção altaneira inspirada nos palácios alemães. As palestras sobre a obra de Raul Lino tiveram lugar nesta casa que muito gostei de ver por dentro.
Leonor Janeiro

2 comentários:

Fefa disse...

Ficou perfeita e linda esta aguarela pintada diretamente sem recurso a lapis ou caneta...os trinta dias de prática, do desafio que o Marc Holmes fez aos USK, valerem bem a pena!

Fefa

Pedro disse...

Também já a desenhei mais do que uma vez, mas não tive a sorte de lá entrar.