Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Alfabeto Lisboeta - Letra Y



Foi uma óptima aula orientada pela Ketta. O exercício proposto, totalmente fora da minha zona de conforto, consistia em utilizar vários materiais e técnicas sobrepondo camadas de informação, desenhada ou escrita, para formarmos o nosso registo. Nunca tinha utilizado a colagem e foi sem dúvida uma surpresa porque abre um leque de possibilidades fantástico. Adorei esta manhã a testar  limites.


4 comentários:

Teresa Ogando disse...

E que belo resultado! Sim, as colagens dão-te imensas possibilidades. A minha 1ªvez com as colagens também foi coma Ketta em 2013 😮 depois diversas experiências com a Ana Luísa Frazão e com o Lauro Monteiro. Incluindo uma tarde memorável na Casa João do Rio 😊

André Duarte Baptista disse...

excelente Celeste. Gosto muito. e sim, ao olhar para este desenho é impossível não me lembrar dessa tarde fantástica na casa João do Rio

Alexandra Baptista disse...

Pois não estive convosco, mas roo-me toda por dentro (^J^). O resultado é fantástico.

Sara Simões disse...

Gosto da muito da forma como foi criada unidade na diversidade.