Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 12 de julho de 2018

A Rua da Mesquita

Na parte baixa de Colares existe um caminho chamado Rua da Mesquita que sepenteia entre terrenos de cultivo e que eu costumava fazer a pé ou de jeep. Actualmente está alcatroada mas o percurso é o mesmo e lá vai por entre vinhedos, campos de milho, de alfaces e até de alguns pomares que restam.
Gosto de verificar que não está tudo ocupado com casas embora tenha mais do que há 30 anos. A serra de Sintra ao fundo enquadra o cenário agricola.
Leonor Janeiro

4 comentários:

Fefa disse...

Já dominas a arte de "sketchar" diretamente com aguarela!
Belos sketches


Ana Carvalho disse...

Acho muito interessante a dedicação e o carinho com que nos dás a conhecer os recantos, dos mais populares aos mais escondidos, da tua Sintra (e arredores)! E continuas a dominar bem os verdes-natureza!

Miú disse...

Lindas aguarelas!

Sara Simões disse...

Bonito local, bonitos registos.