Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Chicago

Quando, nos workshops de iniciação aos diários gráficos, dizemos que o mundo todo cabe dentro dos nossos cadernos não estamos a considerar uma viagem a Chicago. Não consegui mesmo acertar com estas escalas e grafismos. Devia era ter-me inscrito num daqueles workshops avançados que falam de deformações e torcidões...


5 comentários:

USKP disse...

Adoro este post!
Que correspondente fantástico!

Celeste Vaz Ferreira

hfm disse...

Também gostei muito do humor mas gosto muito mais da forma como resolves as situações ou nem sequer as resolves. Percebo o que dizes mas prefiro-as assim.
Subscrevo inteiramente o último parágrafo da Celeste.

nelson paciencia disse...

Tu és um craque pá! Workshops avançados só se fosses o instrutor.
É verdade, foste um belíssimo correspondente e com um sentido de humor muito apurado.

Pedro Alves disse...

O Nelson tem razão... Ias a um Workshop Avançado e acabavas por ensinar o instrutor eh eh eh. Esses Amaricanos também com a mania das grandezas. Um PDM dos nossos é que lhes ficava bem, tomem lá uma cércea de 4-5 pisos para aprenderem ;)

USKP disse...

Adorei a tua reportagem. Obrigada e parabéns
Leonor Janeiro