Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 27 de maio de 2017

Workshop com João Catarino


Foi um desenho sofrido. O João Catarino sugeriu que desenhássemos com o pincel, esquecendo atrevidamente o esboço. A ideia era decompor a luz de Lisboa em três cores. Nada fácil no início. Prendi-me no tronco da árvore, uma olaia retorcida, e não saía dali. Mas pouco a pouco tentei soltar a linha-mancha, e finalmente tentei dar aquele ar das escadas. A companhia ajudou. Recebi dicas preciosas do Mestre. No fim do encontro, instalou-se ali um quarteto de jazz que podia ter começado mais cedo, porque a música era de chorar por mais.