Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 13 de maio de 2017

No MAC, desenhar com Teresa Ruivo

Uma perspetiva muito particular do desenho, a da Teresa, plena de emoção - e com valor terapêutico.
Parabéns, Teresa! 


O desafio que nos colocou foi desenhar pessoas. Havia muitas hoje no Museu!
Paradas, em movimento, combinando linha e mancha, ou só mancha, ou só linha...
Enchi a página e ainda arranjei espaço para colar a flor do jacarandá.
Lisboa está linda!


10 comentários:

Rosário disse...

Gostei muito e os teus desenhos estão fantásticos! Uma linha e mancha assertiva!

teresa ruivo disse...

Uma linha decidida, uma mancha delicada, retratos fantásticos de muitos que tão bem conhecemos!Parabéns Manuela, e obrigada por teres vindo, e pelas tuas palavras também!

Rodrigo Briote disse...

Estiveste em grande forma

Bruno Vieira disse...

Ficaram tão bem ;)

Mário Linhares disse...

É mesmo ela!
E que desenhos maravilhosos!

jeanne disse...

gente cor de jacarandá! lindos!

hfm disse...

Gosto tanto destes teus desenhos.

Rita Catita Afonso disse...

Já troquei os comentários todos... escrevi Manela na Rosário. Serve, então, para os dois desenhos. A Teresa foi uma grande inspiração para a Manela e para a Rosário que fizeram uns super desenhos :)

Lurdes Morais disse...

Tão bons!

Isabel Rodrigues disse...

Isto é muita prática não é Manuela?! Conseguiu fazer traço e mancha e imensos! Lindos, cheios de pormenores!
Reconheço-me e reconheço o meu chapéu - ficou bestial!
Obrigada por me ter retratado ;)