Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Abrantes

No sábado passado, no 3ºEncontro de Cadernos de Viagem de Abrantes, do qual tenho o prazer de fazer parte da organização, tive a sensação que já tinha desenhado todos os espaços, ruas, praças, colinas, casas de Abrantes. Mas afinal tal não era verdade.



4 comentários:

André Duarte Baptista disse...

Há sempre algo de novo a descobrir/desenhar. Gosto dos ângulos escolhidos. As cores do 2º desenho estão particularmente interessantes

hfm disse...

Gosto da cor e gosto das ruas.

Bruno Vieira disse...

percebe-se bastante bem o ambiente, gostei das linhas simples dos carros

matilde disse...

Giros, mas já não vou lá a tantos anos que não reconhecia...