Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Indigo

A noite no Porto foi dominada por Indigo. 
Depois do Drink & Draw habitual ao fim do dia, das converas com sketchers e turistas e de não desenhar nada... acabei por me juntar ao Pedro Alves, Armando, Suzana Nobre e mais alguns a tentar apanhar as luzes da noite.
Confesso que não existiam substâncias ilícitas e o álcool não foi demais, o certo é que tirei umas férias de tentar fazer desenhos com concentração ou emoção e a pouca energia que me levou a desenhar foi para fazer bonecos para lá de experimentais... Subir ruas no Porto de manhã à noite cansa :D


2 comentários:

Rosário disse...

Desenhar a noite é muito giro!

Ana Crispim disse...

Tenho que experimentar...