Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sábado, 10 de março de 2018

Dublin_dia 2_parte I

25.fev.2018

2º dia. aquele entusiasmo de conhecer tudo. Repensar percursos. Pontos de interesse. Recomendações de amigos...Por onde começar?
O Rio falou mais alto. O primeiro elemento de referencia foi a Igreja de São Paulo, do lado norte do rio, que foi construída entre 1835 e 1837.


Ao longe vislumbramos o Tribunal que se encontra em obras.
O conhecido Four Courts foi construído no ano de 1785.
Ao longo do percurso encontrámos a Ha'penny Bridge, uma ponte pedonal construída em 1816. 

Mais uns metros, mais uma ponte, esta de grande fluxo: automóvel; Bus; Tram; ciclovias; pedestres. Confusão? nada disso, convive tudo em plena harmonia, ao ponto de não se ouvir qualquer buzinadela ao longo do dia. Impressionante. Aqui perdi-me com a beleza dos candeeiros. Estamos na ponte O´Connell Bridge (1880).



Mais desenhos aqui

7 comentários:

sofia palma disse...

Que lindo! Estive a Dublin mas só a respirar o ar do aeroporto... Estes desenhos deram-me vontade de lá voltar

Mário Linhares disse...

Excelentes! E devia estar um frio dos diabos, pelo que ainda têm mais mérito, estes desenhos!

nelson paciencia disse...

Andas imparável!

Rosário disse...

Gosto muito e a escadaria está fantástica!

AB disse...

Grandes desenhos!

André Duarte Baptista disse...

muito obrigado

hfm disse...

Esta viagem foi mesmo muito produtiva. Lindos.