Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 5 de agosto de 2017

10º Encontro Internacional de Aguarelas _ Santa Cruz

4 de Agosto, Encontro de desenho nocturno
 
20h - Mar-Lindo - Jantar entre aguarelistas e desenhadores. Lá estava o anfitrião, António Bartolo, que ano, após ano, e já lá vão 10, consegue manter o entusiasmo e a força de vontade para se superar. Uma palavra de apreço para a sua família, a Aldina e os seus filhos, sem os quais nada disto seria possível.
 
Depois do jantar, descemos para o café onde (re)encontrámos mais amigos. Lá fora a famosa chuva "molha tolos", muita humidade. Ganhámos coragem e seguimos para a rua. Já desenhei muitas vezes à noite, mas nunca com o objetivo de transmitir a atmosfera.
 
Não tinha aguarelas, só o pincel da pentel e canetas de feltro da Faber-Castell. Não esquecer o meu pequeno luxo - TWSBI ECO Black Fountain Pen, acabadinha de chegar pelas mãos do meu amigo Filipe.
 
Apesar da humidade e algum frio, a rapaziada não desanimou. às 23h3o fez-se a habitual partilha.
 
Quanto ao desenho, foi o melhor que se conseguiu.
 
 
 
 Caderno Tiger; pincel da pentel; canetas de feltro da Faber-Castell; TWSBI ECO Black Fountain Pen
 

1 comentário:

Rosário disse...

E que experiências!