Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Travessa do Terreiro do Trigo

´
Passei por lá um pouco à pressa. Tive de perguntar pela rua, mas os moradores da zona foram sempre prestáveis, e assim desfiz as dúvidas que tinha na toponímia: há um largo, uma rua, um beco e uma travessa, tudo com o mesmo nome de Terreiro do Trigo. Gostei do enquadramento desta travessa: de um lado, abre-se a vista sobre o celeiro público, de 1768, que dá o nome à zona. Do lado oposto, isto é, vendo a rua da entrada desse mesmo celeiro, pude ver as torres sineiras das igrejas de São Miguel e de Santa Luzia. E, lá no alto, os turistas tiram fotografias do miradouro. 

2 comentários: