Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Arco de Jesus perdido nas obras

Se Roque Gameiro fosse à procura do Arco de Jesus teria sérias dificuldades em o encontrar no meio de tanta confusão.
Mas é assim que estava hoje (mais coisa, menos coisa), no meio de carros amontoados, turistas desorientados e obras sem fim num dia cinzento e frio que não me deu Sol nem sombras para completar o meu desenho.
Ficou assim, meio amorfo, pálido e de aspecto adoentado. Embora me pareça que isso também é culpa das obras...


4 comentários:

Membro USkP disse...

Lisboa está mesmo feita um estaleiro...o que nos dificulta a vida. Mas este sketch ficou muito bom à mesma :-)

Fefa

Suzana disse...

Mas o desenho ficou muito giro, mesmo com tanta confusão!!!!

Miú disse...

Pálido mas inspirador!

hfm disse...

Gosto. Muito.