Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

ROQUE GAMEIRO


Neste desenho da Rua Possidónio da Silva aos Prazeres, notam-se duas coisas:
  1. O restauro do conjunto retirou-lhe toda a "graça" toda a pureza !!!
  2.  Os edifícios do fundo tiraram-lhe toda a escala.




Aqui na Fonte Santa aos Prazeres, para além dos mesmos prédios que esmagam o monumento
ressalta a esquina do prédio mesmo encostado à Fonte, a falta do tanque maior e a Bica sem
deitar água!!



2 comentários:

teresa ruivo disse...

Que desenhos tão giros!

Pedro Loureiro disse...

Belo jogo de luzes no segundo!