Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Caderno de Campo _ Encosta de S. Vicente III

Algures, próximo do Antigo Matadouro Municipal de Torres Vedras
´
 
2 desenhos rápidos, feitos na hora de almoço, em jeito de "descompressão" :-)
 
2 casas diferentes, tanto na forma, como no conteúdo, mas ambas devolutas.
 
A casa da esquerda é das décadas de 40/50 e a da direita de 60/70.
 
Ao desenhar pus-me a imaginar as pessoas que aqui viveram e subiam as escadas depois de uma jornada de trabalho. O amanhar das hortas. As crianças que brincaram nestes quintais. Os que partiram. Os que morreram. O porquê do abandono. Por onde andam os herdeiros. Será que voltam?
 
Hoje deu-me para isto...

2 comentários:

Teresa disse...

Essas casas abandonadas devem ter muitos segredos e histórias... Fazem-nos ficar nostálgicos e com vontade de saber mais !

Rosário disse...

Onde o desenho nos leva!