Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 1 de outubro de 2016

Será que era melhor deitar fora? Praça de São Paulo Lisboa


Será que era melhor deitar fora??
Foi na quarta feira passada, dia de canícula, que me sentei no banco de jardim com a minha amiga Nô, a desenhar e pintar. O calor era tanto que ficámos pelas primeiras pinceladas e fomos aos gelados...continuei em casa, porque era para o Roque Gameiro. Não gostei e estive para deitar fora este exercício;  esperei até decidir liquidá-lo com o pincel grosso! Afinal aproveitei-o...será que era melhor deitar fora?

Fefa

6 comentários:

Anónimo disse...

Eu fico com ele, prometo dar-lhe o devido valor. Por favor não o abandones. AV

Abrantes Antunes disse...

Olá Fernanda, fizeste bem publicar esta pintura porque está espectacular. Percebe-se que era um dia de muito calor que apetecia um gelado como o da menina da imagem ☺. Continua com esta técnica...Zé Antunes

Membro USkP disse...

Que cena refrescante e bonita!
Leonor Janeiro

Cristina disse...

Como diz o povo...tens de me dizer onde é o teu caixote do lixo! :)
Que bonito desenho!

Membro USkP disse...

Obrigada pelos vossos comentários :-) vou continuar a experimentar!

Fefa

Ana Resende disse...

Deitar fora? Nunca!!!

Ana Resende