Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Porto Sentido

Escrevi no ano passado um artigo de opinião sobre o Porto, depois de ter feito uma viagem de trabalho a esta cidade, e que me mostrou uma realidade que talvez desconhecia. Lembrei-me da música do Rui Veloso e letra do Carlos Tê, o Porto Sentido, e do significado que ela, à época, encerrava. Esse artigo pode ser lido AQUI

Depois do fim de semana óptimo que passámos a desenhar esta encantadora cidade (obrigado a todos pela excelente recepção e organização), saio convencido que esse encardido e cinzento Porto já não existe, e ainda bem. Este fim de semana esteve luminoso, animado e cheio de movida, e essa realidade também se reflecte em todos os desenhos que fizemos.

Gostei tanto de desenhar o Porto!

 Teatro Nacional de São João

 Sé do Porto

 Ribeira

 Avenida dos Aliados e a CM do Porto

Rua das Flores

19 comentários:

Membro USkP disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Membro USkP disse...

A visão do Porto por um olhar de fora faz sentido e tem sido comum sentir as considerações a favor de uma maior luminosidade e abertura da cidade que parecia faltar ao Porto por quem cá vive ou por quem cá passa.

No entanto, para quem vive no Porto sabe ainda melhor que essa luz, animação e movida é só "papel de parede" kitsh no hall de entrada.

Portanto, o cinzento e encardido, não desapareceram. Pelo contrário, intensifica-se muito mais debaixo de uma película que não o deixa transpirar naturalmente.

E quando o "next fashion spot in europe ou arredores" for encontrado pelas low cost, e todo o papel começar a ganhar mofo e fungos pelo desinteresse de quem não quer saber do Porto, rapidamente perceberemos que a letra do Carlos Tê nunca deixará de fazer sentido, porque na sua natureza está a identidade de quem cá fica e não de quem cá passa: gente que moi sentimentos em jeito fechado de timbre pardacento e abandonados. Uma luz sombria que é bela por oculta mistérios, com um ar sempre grave e sério do rosto de cantaria! Feridos mais uma vez na asa mas altivos como sempre.

Nessa altura será muito mais prazeroso desenhar o Porto :)
-Marco-

Membro USkP disse...

Uma pequena correcção ao meu comentário: aqui no Porto "kitsh" diz-se "azeiteiro"! :D

De qualquer forma, os desenhos têm bastante de Porto :)
-Marco-

Pedro Ribeiro disse...

Nelson, parabéns pelos desenhos....
Fiquei com mais pena ainda de não ter podido participar.

PS: Um dia vou conseguir desenhar assim, com alma!

Suzana disse...

Que fantásticos, adoro :)

Rosário disse...

Claro que os teus desenhos estão fantásticos! Tenho tido a sorte de quando vou ao Porto ter uns amigos que se empenham tanto em me me mostrar a sua cidade que tanto gostam e que tão bem conhecem! Ao fim de tantos anos ainda me perdi no Porto e é bom sinal porque ainda tenho muita coisa para ver e sentir como diz a canção lindíssima do Rui Veloso "Porto sentido".

Ana Crispim disse...

A tua inconfundível forma de desenhar... de manhã ou de tarde, sempre bons

Rodrigo Briote disse...

Gosto muito destes desenhos do Porto, e então o do Teatro de São João está fora de série.
Sobre o resto, gosto do Porto "encardido e cinzento" mas isso fica para outra conversa ;)

Fernanda Lamelas disse...

Gosto imenso de todos!

Rui Queirós disse...

Bom trabalho!
Gosto do estilo caricatural / bd.
:)

Ruic's

Bruno Vieira disse...

belo cardápio de edificios

Jrosa disse...

Maravilha de desenhos!

Filipe Pinto disse...

Estás imparável. Parabéns pelos desenhos e pela iniciativa. Aposta ganha.

cláudia mestre disse...

Gosto muito de todos os teus desenhos! Mesmo muito! E tive o prazer de poder folhear esse caderno sei lá quantas vezes durante este fim de semana especial.

AB disse...

bons de bons, carago!

teresa ruivo disse...

Uma enormidade, os teus desenhos Nelson!
Porto e Lisboa padecem actualmente da mesma condição mas, fashion spots ou não, são sempre cidades maravilhosas, se as soubermos ver com o olhar certo. E o teu é-o certamente :))

Instituto de Telecomunicações disse...

Epah sou um fã incondicional do teu estilo!

nelson paciencia disse...

obrigado pelos vossos simpáticos comentários.

João Santos disse...

Desculpem lá, aquele comentário do IT sou eu, esqueci-me que estava a utilizar a conta do patrão :P