Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

terça-feira, 24 de julho de 2018

Simpósio do Porto - Dia 1

Nas próximas publicações tentarei retratar a minha passagem pelo Simpósio dos urban sketchers na cidade do Porto.
Cheguei apenas na 6ª feira, dirigindo-me logo à Ribeira, onde encontrei um grupo de "vadios do desenho" que me adoptou durante o fim-de-semana.
O primeiro desenho foi logo ali na esplanada virado para este harmonioso caos.
 
 
Para cada lado que olhemos nesta cidade, encontramos um ponto de interesse para desenhar, sobretudo quando estamos na Ribeira. Aqui tentei captar a Ponte D. Luís e a Serra do Pilar.
 
 
Fiz-me ao caminho, aqui na companhia do meu amigo Filipe Oliveira. Enquanto ouvia 3 vizinhas a falar sobre os despejos dos moradores do centro histórico, aproveitei para desenhar algumas das casas de habitação social do Monte dos Judeus. 
 
 
À noite fomos vadiar para Gaia, onde o Pedro Alves deu um workshop - desenhar e pintar à noite. Cheguei tarde, tive de fazer batota (desculpa Pedro).
 

3 comentários:

Pedro disse...

Gosto do "harmonioso caos".

teresa ruivo disse...

Muito bonitos!

hfm disse...

Não sei escolher nenhum, gosto de todos.