Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sábado, 28 de julho de 2018

Guache

Encontrei a Maru Godas no Simpósio de Urban Sketchers no Porto.
A proposta sobre guache surgia primeiro na mistura do branco e preto, depois com três cores para criar o habito de procurar a cor ao misturar na paleta, trabalhar a opacidade do material e o prazer de pintar como uma criança, sem grande preocupação de aproximação à realidade mas com a prioridade de experimentar e misturar cores, definir objectos e descontrair.
 No fim, pudemos escolher algumas cores e pintar um pouco a vista sobre o Centro de Congressos da Alfandega, com a ajuda dos amigos do guaches, os lápis, claro que optei por alguns tons menos naturais e uma atmosfera entre o vinho e o barro quente de fim de tarde.

1 comentário:

Ana Crispim disse...

Sem grande aproximação à realidade... Gosto