Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 29 de abril de 2018

Festival Latitudes

Ontem estive em Óbidos para mais um excelente dia do Festival Latitudes. Levei a família comigo e quando assim é já vou mentalizado que irei desenhar pouco. Mesmo assim ainda consegui registar a fantástica apresentação do Marco António Costa intitulada "Tempos e espaços da viagem, no espaço heterotópico do caderno". Não se assustem com o título. Vale mesmo a pena visitar o seu blogue  https://sketchbooktherapy.wordpress.com/ . Eu costumo dividir a capacidade de ver de duas maneiras. Conseguimos desenhar de fora para dentro. É o que a maioria de nós faz quando regista o espaço que o rodeia. Mas também podemos desenhar de dentro para fora quando observamos o nosso espaço mental interior. O Marco parece que deixou uma enorme porta aberta entre esses dois mundos e viaja entre os dois de uma maneira surpreendente.
De tarde veio a chuva e a impaciência das meninas. Salvou-me o "Espaço Ó" que tinha preparado uma atividade para crianças. Durante a preparação da atividade consegui fazer um desenho de uma zona fora das muralhas, que passa muitas vezes despercebida. O espaço Ó é um espaço cultural muito interessante e cada janela é  uma  montra para Óbidos.



4 comentários:

Suzana disse...

Maravilha!!

Pedro Loureiro disse...

Magnífica esta tua visão do Marco!

André Duarte Baptista disse...

estupendo António. que belo ambiente. parabéns

Membro USK disse...

obrigado pela referência :)
btw, os desenhos estão fantásticos :)
-marco-