Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 8 de março de 2018

Desenhar à noite


Depois do post do Pedro Loureiro sobre os desafios de desenhar durante a noite pouco ou nada me resta acrescentar uma vez que os princípios base que utilizamos para este tipo de registo estão todos bem explicados e que iremos aprofundar na nossa próxima oficina em Sintra já no dia 17 e muito provavelmente com um desafio acrescido, o de fazer os reflexos no chão devido à chuva, tal como neste exemplo feito em Torres Vedras. O "banho" da luz amarela que veste a noite portuguesa de norte a sul é marcante nesta parte traseira da igreja de São Pedro, contrastada apenas pelas poucas luzes brancas que conferem a este edifício o estatuto de monumento. No fundo, o que interessa não é bem pintar as cores mas sim valores...

2 comentários:

Maria Leonor Janeiro disse...

Gostei muito de participar no ultimo destes desafios. No próximo, em Sintra, não vou estar mas espero que se repita lá mais para o Verão.
Leonor Janeiro

Pedro Alves disse...

Olá Leonor e obrigado. No Verão devido ao anoitecer muito tardio, provavelmente não realizaremos este workshop... Pelo menos em Lisboa uma vez que há pouca adesão. Como em Torres Vedras costuma resultar, talvez seja feito por lá.