Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

No café do Teatro Taborda












Um sítio muito bonito, quentinho,    com uma  excelente e inusitada vista sobre Lisboa, e em fantástica companhia.
O que se pode querer mais numa tarde de domingo soalheira e fria?


13 comentários:

João Santos disse...

Bela ideia, ficou muito giro!

Eduardo Salavisa disse...

Também usaste o truque da janela...

Rita Caré disse...

Bem...este desenho está maravilhoso!!
Que enquadramento!!

Cesar disse...

Gosto muito da relação dos caixilhos com a sucessão de candeeiros e também o colorido.

USKP disse...

Muito original. Grande resultado!

Fefa

Rodrigo Briote disse...

Boa ideia incluir os candeeiros, eram muito desenháveis

Pedro disse...

Quase abstrato e muito bonito.

Pedro Loureiro disse...

Fixe! Encheste-te de paciência!

Sofia Gomes disse...

Ficou muito giro, Teresa! Gosto muito do "truque" da janela e da fileira interminável de candeeiros.

Isa Silva disse...

Este desenho está um must!! :-) E é verdade que não te tirei a vista lololololol

Suzana disse...

Que bonito, ficou um efeito muito fixe!

Rosário disse...

Mesmo bom!

Andreia Santa Maria disse...

Adoro!!