Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Chicago River Walk

De dia ou de noite Chicago é pautada por ritmos de formas que se repetem reflectem e propagam com todos os sentidos por todas as direcções.

10 comentários:

Rita Catita Afonso disse...

Que bom ver os teus desenhos no blog! : *

Rosário disse...

Tão bonitos! Conseguir tudo só com o preto é uma perícia de artista!

Pedro Alves disse...

Isto é arte moderna, mas da boa... boa não, genial! No segundo desenho, os brancos são acrílicos ou qq coisa que destrói o preto, tipo agua raz? ;)

nelson paciencia disse...

O desenho de baixo foi o que começou com um borrão de tinta.
Grandes desenhos João!

jeanne disse...

acalmam a cabeça, estes desenhos

Bruno Vieira disse...

Adoro os ritmos, os contrastes do primeiro e a dinâmica do segundo, uma ligeira inclinação dá-lhe movimento. :D

Isa Silva disse...

o 1º está brutal :-)

Mário Linhares disse...

Por isso é que há a Champions League e depois nós todos...

André Duarte Baptista disse...

Incrível. Parabéns

João Catarino disse...

Obrigado pelos comentários Chicago foi muito inspirador o Simpósio foi Super!
Pedro o segundo desenho são piscas em cima do borrão preto!