Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Linha verde

Mais um regresso a casa na Linha Verde do Metro de Lisboa que surpreendentemente não vinha à tulha... Deu para conversar com o colega José (a esquerda) e ir desenhando sem grandes preocupações. A desenhar, a viagem torna-se mais rápida.

1 comentário:

Celeste Vaz Ferreira disse...

Admiro a descontração com que este desenho está feito.