Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 24 de junho de 2017

Demasiado quente para o Rossio

Às vezes, está demasiado calor para desenhar na rua... mas isso não nos impede de o fazer na mesma.



O Rossio não tem muita sombra. Apesar disso, quando eu e o Pedro Alves ficamos sem ideias de sítios para ir desenhar na hora de almoço, acabamos por ir dar à principal praça da baixa Lisboeta, aguentar com o sol escaldante.

3 comentários:

Jrosa disse...

Os traços do empedrado estão geniais e lembram as ondas do Tejo. Bem visto!

Pedro Loureiro disse...

Obrigado :)

André Duarte Baptista disse...

Já não tenho palavras para classificar o teu trabalho. Tenho de recorrer ao meu filho. Bueda Bom pá