Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

A música que incendeia a guitarra


Estando a digitalizar e a organizar os meus desenhos de músicos, feitos ao longo do tempo em vários cadernos, para que vejam a luz do dia, encontrei este simples desenho do Pedro Amendoeira, de uma noite em que fomos jantar à Mascote da Atalaia e ouvir a Joana Amendoeira.
É muito agradável a proximidade com os músicos e os instrumentos que acontece nestes lugares tradicionais de Fado.
A guitarra que ele tocava é a de Coimbra, a que tem a lágrima, mas que aqui mais se parece com uma pequena chama, alimentada pelo som da guitarra. :-)  A imagem inspirou-me a pensar que a guitarra portuguesa tem muito fogo.

6 comentários:

André Duarte Baptista disse...

que grande desenho Isabel.

USKP disse...

Gosto imenso!
Celeste Vaz Ferreira

Isabel Alegria disse...

É tão bom ser acarinhado por pessoas tão especiais.

AB disse...

e o desenho que incendeia a música!...

Rosário disse...

Que música!

Isabel Alegria disse...

:-)