Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 2 de maio de 2017

(Re)encontrar Óbidos


 Chovia de manhã e eu levei o rapaz a ver as Múmias no Pavilhão de Portugal, pensando que o encontro era à tarde e convencia a minha gente a ir comigo.  Claro que a chuva os assustou e o ventooo. Mas os rabiscos falaram mais alto. Creio que o bichinho já me agarrou ... E lá foi a Vandinha, rumo a Óbidos entre chuva e vendaval. VAI FICAR BOM! ( pensei). Lá descobri a galeria do Pelourinho ... mas ... o encontro? "Já foi de manhã" . Que tristeza! Todos tinham ido almoçar. A Fernanda Lamelas simpaticamente me ofereceu uma folha e me lançou o desafio da manhã: a igreja de Santa Maria. Ainda no 1.º andar, descobri uma varanda incrível, muitas cadeiras molhadas e uma  seca, debaixo de um guarda sol que em breve transformei em guarda chuva. E saiu uma igreja. Boa!

1 comentário:

Rosário disse...

E valeu o desenho!