Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Homenagem...

Há 33 anos desaparecia um campeão - Joaquim Agostinho, uma lenda do ciclismo mundial. O lavrador que se tornou campeão, nasceu em Brejenjas (7-04-1943), freguesia de Silveira, concelho de Torres Vedras. Muito se tem falado (e bem) do seu valor enquanto ciclista, sobretudo da sua "força de touro", da "falta de técnica", da idade avançada em que se iniciou, das vitórias, dos colegas, dos amigos, mas a melhor obra que um homem deixa, é a família.
Por isso o meu pensamento de hoje vai para a família, que em parte tenho o prazer de conhecer. Aqui fica a minha pequena homenagem - A casa que mandou construir. A casa onde depositou todos os sonhos e a esperança de viver o que afinal não chegou a ser vivido, pelo menos na sua plenitude.
Mereciam um registo melhor, mas o que conta é a intenção...


4 comentários:

nelson paciencia disse...

Bonito post.

Suzana disse...

Bonita homenagem :)

hfm disse...

Bela homenagem.

Rita Catita Afonso disse...

Obrigada por não nos lembrares alguém tão talentoso e especial. Um desenho teu é sempre um bom registo :*