Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Entretanto começou a chover...

Hoje vim de comboio. Na Portela de Sintra há um largo mesmo à saída da estação como tantos outros cheio de carros amontoados e cafés de bairro.
Um banco de jardim convidou-me para desenhar uma cena que se estendia à minha frente polvilhada de marquises em prédios descaracterizados.
Optei por um contorno das formas para depois preencher com sombras de forma a marcar os volumes, mas hoje não há sol. Entretanto começou a chover e ficámos por aqui (eu, o desenho e o banco de jardim). Não vou acabar este desenho, mas vou certamente experimentar esta abordagem novamente.


2 comentários:

João Catarino disse...

João está mais que acabado e está lindo!

Vicente disse...

Concordo com o Catarino, está lindo.