Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 2 de abril de 2017

O cavalheiro das duas caras

No 767, o homem não parava de rodar a cabeça... assim seja, dei-lhe duas caras que é para aprender a estar quieto.


4 comentários:

hfm disse...

Gostei da forma como resolveste o problema. Bela decisão.

teresa ruivo disse...

Ficou incrível:)

Celeste Vaz Ferreira disse...

Adoro a decisão e o desenho!

Marcelo de Deus disse...

:)