Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Abrantes 2017

E lá fui de encontro a Abrantes para mais um encontro de sketchers na cidade, este ano com a aliciante adicional de ver a exposição de cadernos e desenhos do Pedro Cabral que vale mesmo a pena visitar. São várias vitrinas cheias de cadernos e vários painéis de desenhos organizados por temas.

Depois da visita e do lançamento do encontro rumámos em direcção ao castelo, onde se estava muito bem sentado nas ervas baixas a recolher o calor do sol e a desenhar.



A hora do almoço chegou rapidamente. Na descida em direcção ao restaurante percorremos as ruas da parte velha, onde encontrámos várias lojas com cartazes inseridos nas montras de desenhos realizados no encontro do ano passado.

A seguir ao almoço, como estavam agendadas as apresentações do Pedro Cabral e do Javier de Blas, não havia muito tempo para desenhar, mas ainda deu para rabiscar qualquer coisa no jardim em frente da biblioteca.