Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 5 de março de 2017

Baía do Seixal


    Quando gosto muito de um local fico sempre com a ideia de que o desenho mal. Que é sempre melhor do que o que fica no papel ou de que o vejo com tanta beleza que nunca a consigo representar.


5 comentários:

Tomás Reis disse...

Muito interessante! É um lugar cénico, com vários planos: a marginal, seixal antiga e as partes mais recentes e afastadas do rio. E, claro, os barcos em primeiro plano. Só nas fragatas estão todas as cores!

Suzana disse...

Está bem bonito! Não conheço o local mas já gosto dele pelo desenho!

Eduardo Salavisa disse...

É verdade que a baía do Seixal é um local magnífico. E o desenho está a condizer.

Miú disse...

Sereno e transparente desenho. Nele apetece (de)morar.

hfm disse...

O olhar deixa-se levar por os pormenores e pelo sentido da água.