Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Vamos desenhar com... Filipe Pinto


Desenhar com o Filipe Pinto teve um significado especial por ter sido o meu primeiro companheiro dos USkP. Sempre me incentivou e inspirou. Por isso mesmo fiquei radiante por me ter saído um caderno (obrigada Fernanda pela boa sorte). Esta foi a minha resposta ao desafio que lançou: fazer uma lista daquilo que mais gostássemos do Museu do Carmo.

8 comentários:

Suzana disse...

Que bonitos Celestes, também gosto :)

teresa ruivo disse...

Lindo Celeste! Como sempre, aliás...

Filipe Pinto disse...

Esta tua nova abordagem com lápis e aguarela está um encanto. Obrigado pelo apoio.

L.Frasco disse...

Muito bons! Vê-se que desenhaste o que gostas.
E o Filipe tem razão: resulta fantástico o traço a lápis. Deixa a aguarela destacar-se.

hfm disse...

Lindo! Mas o original está magnífico.

Rosário disse...

Lindíssimo!

Fernanda Lamelas disse...

Muito giros Celeste!

José Louro disse...

Ui, muito bem resolvidos, Celeste: ocupação da folha, escala, proporções e traço.