Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Pessoas em movimento: primeiro o pincel, depois o traço

Atrasei-me a publicar pelo menos um dos resultados dos exercícios do Workshop do Salavisa sobre pessoas em movimento, no MBP...mas mais vale tarde...
Aprende-se sempre! Achei muito interessante, em particular, esta ideia de captar o movimento com o pincel e só depois usar a caneta.

Valeu muito a pena ter ido ao Workshop no MBP!

4 comentários:

Eduardo Salavisa disse...

Juro que não pedi à Fefa para elogiar os workshops no MBP. Obrigado Fefa.

Eduardo Salavisa disse...

Juro que não pedi à Fefa para elogiar os workshops MBP. Obrigado Fefa.

Maria Leonor Janeiro disse...

Não é preciso pedir... eu também aprendi a desenhar pessoas em movimento começando com uma e desenhando-a em sequencia e à semelhança das que vão passando.
Leonor Janeiro

Membro USkP disse...

Gosto deste desenho.
Celeste Vaz Ferreira