Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Arte xávega


Lembro-me dos tempos em que as redes eram totalmente puxadas à força de braços e não de tractores. Mesmo com máquinas a beleza ainda reside nestes momentos da grande arte xávega.

1 comentário:

Rosário disse...

Belo desenho e bela memória!