Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Martim Branco

Não sei se na altura já se chamaria a isto uma "marquise" mas é claramente uma adição posterior e em materiais, técnicas e recursos diferentes. Um acrescento em taipa sobre uma casa de xisto.
Apesar de ser uma ruína, ou talvez mesmo por causa disso, o efeito é lindo. Como é que o Fiscal da Câmara deixou passar isto? Terá influência no IMI?
(Visita à Aldeia de Martim Branco, no âmbito do Castelo das Artes, organizado pelo Cultura Vibra.)

3 comentários:

hfm disse...

Que desenho lindo!

André Duarte Baptista disse...

as cores ficaram muito interessantes Pedro. e o ângulo foi muito bem escolhido

Rosário disse...

Tão giro!