Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Ellis Island

Visitei o Ellis Island Immigration Museum.
Comovente ver as fotografias, as malas, os pertences e tantos outros testemunhos de milhares de imigrantes que, deste purgatório, tinham uma perspectiva deslumbrante para a miragem do "Mundo Novo" onde estariam prestes a entrar.
(A 9ª Sinf Dvorak acompanhou-me durante toda a visita. Melhor, tem-me acompanhado desde os tempos do liceu).
Parece que agora será necessário abrir novos espaços museológicos ou, pelo menos, novos temas tais como a expulsão dos imigrantes...

5 comentários:

André Duarte Baptista disse...

o "skyline" da cidade está muito interessante

Pedro Loureiro disse...

Este post está de uma pertinência e de uma delicadeza. Quanto aos desenhos, nem se fala! (Vou já ouvir a 9a!)

teresa ruivo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
teresa ruivo disse...

Há sítios com uma carga emocional tão densa que nos sacodem por dentro. Este é um deles. E Auschwitz também. Excelente homenagem Pedro!

cláudia mestre disse...

Que bonito desenho Pedro! A imigração é mesmo um tema muito pertinente como refere o Pedro Loureiro.