Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

O início do compêndio de receitas da família

Quando a família se reúne a mesa enche-se de cores e tradições.
Assim vão poder perdurar.
 
... devo confessar que não foi nada fácil conseguir estes desenhos, apesar de serem objectos inanimados, num abrir e piscar de olhos, alguém se servia dos meus modelos e lá tinha que recomeçar... 
 
 

4 comentários:

Papiro papirus disse...

Excelente projecto!

Cesar disse...

É uma óptima idéia, eu próprio já desenhei algunas das receitas dos doces cá de casa, e já me sugeriram fazer um "livro" de receitas ilustradas, mas ainda não decidi fazê-lo.
Os seus desenhos estão fantásticos, só é pena não dar as receitas completas. Continue que vale a pena.

Luís Ançã disse...

Gosto muito desta série.

Joana Pestana disse...

É uma tentação desenhar comida, mas sempre ouvi dizer que primeiro comem os olhos, portanto deixei que os meus e os vossos se deliciassem.

A história completa sobre alguns destes doces está no meu blog:
http://asvoltascompapel.wordpress.com/2013/01/18/tradicoes-natalicias/