Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sábado, 30 de junho de 2018

Proposta de actividade Solidária


Olá Amigos, no próximo fim-de-semana, irá realizar-se nas instalações da APCL de Oeiras, uma exposição de Aguarelas às quais os USKP se poderão associar. 

Esta actividade conjunta, tem como finalidade o apoio solidário a esta instituição, que tanto dá às famílias onde este tipo de apoio é necessário.

O programa das actividades do fim-de-semana enquadra-se na feira anual que esta instituição realiza para os familiares e amigos dos seus utentes e é o seguinte:

dia 6/07 - 15h00 Abertura da exposição de aguarelas dos sócios da AAPOR - Associação de Aguarelas de Portugal.
Leitura de poemas do Poeta Francisco Caeiro;
Realização de Pintura/Desenhos ao ar livre durante o dia.

dia 7/07 – 10h00 - Realização de workshops de pintura em aguarela e/ou espaços de desenho para todos, orientados por Aguarelistas e Urban Sketchers
15h00 - Exposição dos trabalhos realizados durante o fim-de-semana.
A venda dos trabalhos expostos destina-se a apoiar a APCL - Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa 

Há várias razões para vires passar o fim-de-semana a Oeiras:
1 – Apoiar, com a tua arte, uma entidade que, sem fins lucrativos, ajuda as pessoas que de outra forma teriam a vida bem mais difícil;
2 – Convívio com pessoas fantásticas, onde a arte do desenho e pintura é o tema dominante;
3 – Aceitar o desafio de desenhar e pintar a área urbana onde está a sede da APCL (Nova Oeiras) que é um ótimo exemplo da aplicação dos princípios urbanísticos da Carta de Atenas do Le Corbusier (edifícios em altura para libertar espaço verde em volta e deixar o sol entrar, a área de apoio comercial no centro, etc.)

Mesmo que desenhes em caderno, se quiseres ceder o teu desenho ou pintura para exposição/venda, podes levar folhas soltas para os trabalhos a expor/vender.

Se quiseres dinamizar um workshop de desenho ou pintura envia-nos essa informação.
Para qualquer contacto podes usar o seguinte endereço: jmmbarreiros@gmail.com

36º Encontro USkPAçores, São Miguel

A convite da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, os Urban Sketchers Açores irão realizar uma reportagem gráfica do espetáculo de inauguração da Exposição 'Vestir as Palavras', que ocorrerá no dia 30 de junho, pelas 20:00h, naquela instituição. Este é, pois, um convite público a todos os sketchers que queiram participar neste evento e registá-lo.

A exposição “Vestir as Palavras” consiste na apresentação pública do trabalho de diversos artistas açorianos, convidados a produzir obras com base em textos de autores de todos os tempos. Esta iniciativa pretende iniciar um diálogo artístico contínuo entre formas de expressão artística, como pintura, escultura, fotografia, música, dança, design de moda,desenho, declamação e literatura.

O espetáculo de inauguração será no jardim da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, pelas 19:00h.

Feira do Livro de Lisboa #9

Era assim o interior do meu barraco 
Esferográfica : Canetas de Feltro

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Vizela


Foi com uma espécie de vergonha que me dei conta que nunca tinha estado em Vizela quando no passado fim de semana fui acompanhar um meu filho numa prova de canoagem. Aqui fica uma desenho de uma espera à sombra, ao pé do rio.

Mosteiros, São Miguel

O porto dos Mosteiros é pequeno, mas oferece algumas opções. Enquanto uns se divertem e se banham na praia, outros usam a rampa de acesso como solário e ainda há quem não resista e se dedique à pesca ou então fica por ali à conversa.
(Caneta caligráfica, lápis de cor, grafite e aguarela)                                                       «in situ»

quinta-feira, 28 de junho de 2018

O Rio Minho faz fronteira com a Espanha e a passagem para o outro lado tem memórias de contrabando e de relações proibidas. Os vários pontos de atravessamento e os caminhos que por eles passam estão bem presentes no imaginário local embora agora seja tudo infinitamente mais fácil.

Ópera Chinesa no Museu do Oriente




Mais reportagens da visita com os Foto&Sketchers 2 Linhas ALI

Mosteiros, São Miguel

Sentei- me no murete ali, por nós, plantado e vagueie  no infinito turqueza da paisagem.

(Caneta caligráfica, lápis de cor, grafite e aguarela)                                                     «in situ»

Caderno do Porto

O livro “Caderno do Porto” que está na fase de produção, quase a ir para a gráfica, está organizado por percursos. São 5 percursos. O segundo começa no Café Majestic. O primeiro, claro, é a chegada ao Porto vindo de comboio, com aquele rebuliço todo à frente da estação de S.Bento.



Livro da Zest





Um dos meus desenhos - Joalharia Marques no Rossio, que fazem parte do livro Lojas Históricas em Lisboa da Editora Zest. Uma parceria das Lojas de Carácter e Tradição de Lisboa e Urban Sketchers Portugal.

O museu

Museu nacional de arte antiga, Lisboa

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Caderno de Viagem Brasil 2018 - dia X

27.05.2018   Último dia de trabalho no Brasil
 
Acordei cedo e fui conhecer melhor a cidade, sozinho sem roteiro. A primeira paragem foi a Catedral de S. Sebastião, localizada na Praça Bandeirantes. Quando o sol beija o tijolo cerâmico à vista, cria uma harmonia cromática extraordinária, em articulação com o verde das árvores e o azul do céu.
 
 
De seguida encontrei mais um palacete que parece ameaçado pela selva de arranha-céus que o vai envolvendo.
 
 
Às 10h iniciei o segundo workshop, que se realizou na Casa da memória Italiana (1925). Foi um regresso, pois já aqui tina estado em 2016.
1º exercício - "desenhar ao contrário" - primeiro a mancha e depois a linha.
 
 
Fomos almoçar e não faltou a polenta e o feijão troupeiro.
 
Depois do almoço dirigimo-nos à Praça Bandeirantes, a tal da igreja que tinha estado a desenhar  de manhã bem cedo. O desenho que se segue foi a demonstração do exercício - A praça e o seu entorno.
 
 
Ainda durante o workshop, mais uma (ou duas) demonstração.
 
 
Depois do Workshop seguimos para um Drink & Draw na choperia mais famosa do Brasil - O Pinguim.
 
   
 
Às 19h seguimos para o Teatro D. Pedro II, construído entre os anos de 1928-30, da autoria do arquiteto Hippolyto Gustavo Pujol Júnior. Este teatro foi projetado para ópera, mas o que nos levou ali naquele dia foi uma cantora natural de Ribeirão Preto que anda a fazer sucesso pelo mundo inteiro - Verônica Ferriani. Uma voz incrível e uma presença de palco inigualável . Ainda comecei a desenhar, mas como chegamos em cima do show, o desenho ficou inacabado. Espero que seja um sinal -o regresso.
 
 
 
 
E assim terminavam os trabalho no Brasil. o dia seguinte foi de viagem de regresso. Não querendo ser repetitivo, volto a endereçar um forte abraço a todos aqueles que contribuíram para a realização deste intercâmbio, às pessoas que nos receberam e aos meus companheiros de viagem. São muitas pessoas e não querendo correr riscos de me esquecer de alguém, destacaria apenas um nome, o principal responsável por tudo isto - Lauro Monteiro Filho. 
 
 
Na bagagem, para além dos dois cadernos repletos de desenhos, das centenas de fotografias, das trocas de experiências, das horas de trabalho, dos amigos, das horas de convívio e das paisagens magníficas, trago sobretudo a certeza de que estamos a fazer a diferença.

Melgaço

O Parque Urbano estende-se ao longo do Rio do Porto, em Melgaço.
É acolhedor e muito bem arranjado. Um dos pontos de interesse é um lindo lavadouro público onde a água não pára de correr.
(Desenho no âmbito do SKETCHING COM HISTÓRIA)

ARCOS DE VALDEVEZ


Largo Duque de Cadaval

Mais uma vez, aquele recanto entre o Rossio e o Largo Duques de Cadaval é o motivo de desenho enquanto tomo café depois de almoço...

Mosteiros, São Miguel

Estamos sempre a descobrir zonas balneares neste espaço insular. Desta vez foi uma praia mesmo ao lado do Porto dos Mosteiros. Este pequeno areal faz a alegria da criançada que se diverte a alternar os mergulhos com a apanha de peixes nas pocinhas que as rochas acomodam.
(Caneta caligráfica, lápis de cor, grafite e aguarela)                                                       «in situ»

Quinta das Conchas



Desenhar o Jardim da Estrela




terça-feira, 26 de junho de 2018

Elvas

Um poço quase antropomórfico, um fantástico logradouro virado a poente e, mesmo mesmo a Norte, o Forte da Graça.

Reuniões

Há sempre lugar para mais um, no caderno.


VAMOS DESENHAR COM... BRUNO VIEIRA

Desenho de Neuza Rodrigues

Fin de semana Açores III (y ultimo) :)

O Hotel Monte Palace é muito curioso de ver.  Lá so ficam os vestigios do que tuvo que ser um hotel bem majestuoso, mas condenado a ruina e ser fechado so um ano e meio depois de abrir nos 90. Nao estou muito contenta com a perpectiva do predio no disenho, mas foi divertido fazer, e ja habrá tiempo de melhorar, servirá para lembrarme do lugar cuando lo mire, que é o que interessa!



Umo dos momentos mas felices do fin de semana para mim, foi o mergulho nas aguas geladas do Salto do prego! Si resistes aos primeros cinco minutos donde os ossos todos estam a doer, depois e um banho maravilhoso, e sales de ahi com uma energia brutal! (supongo que o corpo travalha a maquinaria a tope para entrar em calor e compensar o frio,  e parece que estas dopado!). A cascada e mesmo gira, um sitio espectacular que nao podeis esquecer de visitar si vais a São Miguel. Gostei muito das folhas vermelho intenso que caen dos arvores e dam um toque de color entre tanto verde, como os pimentos numa salada XD. Nunca antes disenhei agua, e bem dificil!! mas voces imaginan que e agua o que cae ok? :)




E para terminar esta história, o disenho que gosto muito e desta igreja em Ponta Delgada, pude dedicar mas tempo, porque sentamo-nos num bar frente (Cafe Central si lembro-me bem), , e assim a Marina estaba com uma cervejinha a la sombra mientras eu disenhaba, como premio a paciencia que siempre tem conmigo, e eu tomei um porto que tambien ajudou a disenhar mas descontraida disfrutando o momento, sem preocuparme tanto de si os detalhes de estas portas e janelas eram exactamente como as veia. Por acaso fue muito engraçado que cuando terminei o disenho as campanas da igreja començaron a sonar, e achei divertido grabar este video para que pareciera que as campanas sonaban da igreja do cuaderno! XD






E com esto termino o diario das Açores, e recomendo a quem ainda nao estuvo la, que vaya porque e mesmo uma experiéncia inolvidavel!


Fin de Semana em Açores II ;)

Em Sete Cidades, chamou-me a atençao a Casa-Grande, mas tivemos que sair a continuar o caminho por o que ni di o color, mas gostei do branco e preto tambem, assim que assim ficou.




A gastronomia da ilha e para falar de ela um dia entero, o peixe fresco era espectacular, assim como as carnes, o queijo, tudo! foi muito interessante experimentar o vinho tinto Terras de Lava , que tem um sabor super peculiar, mas o mais sorprendente foi o sabor do ananas das Açores!! E por esso que tive que disenhar a morcela com ananás, um prato que adorei inmenso que boa combinaçao! Tambem gostei muito de visitar uma plantaçao de chá, o cheiro lá era maravilhoso




Fin de semana em Açores I

Este fin de semana passei-lo em Açores, e aquelo é tam bonito!! eu queria mesmo disenhar todo! Queriamos visitar o massimo possivel por o que os sketches eu fiz o mas rapido possivel, porque ademas no viagem ibamos com um grupo grande de pessoas. Só ja na segunda (o ultimo dia da nossa estancia la) eramos só a Marina e eu,  (éla ja esta acostumada a esperar a que eu pare um bocadinho a observar e disenhar), é que tive mas tempo para parar. A ilha de Sao Miguel da vontad de ter chevado conmigo so tonos de verde!! aquelo e como estar no Jurassic Park, parecia que em cualquer momento iba a aparecer um T-Rex la!

Foi muito giro ver as caldeiras, tanto as de Caldeira Velha (a Marina fiz-me uma fotografia mientras disenhaba, ela diz-me que fico muito concentrada e nao oigo nada do que aconteçe ao meu alrededor XD), como as de Furnas! nao os dias tudos vemos um senhor a fazer um cozido com o calor do interior da terra!!





Eu nao se como acontece-me mas siempre que començo a disenhar a alguem, aos dos segundos a pessoa decide ir-se embora, mas juro que la habia um senhor a cocinar!!
Uma das cosas que mas gostamos tambem foi a capela ao pé do lago das Furnas. E dificil de explicar o bonita que é e o aire que respira-se lá!





Entre as aventuras varias, ficamos com o carro alugado parado por avería.. mas o lado positivo é que tivemos que esperar a asistencia na carretera com estas vistas tao magnificas da lagoa do fogo! dentro do mao.. foi uma gram sorte! A foto esta feita dentro do carro porque ja tinha frio la cima!







Herdade da Mitra


Os Évora Sketchers foram até à Herdade da Mitra. Como não havia nenhuma tasca, lá tivemos nós que desenhar.

Açores - S. Miguel





Na Ribeira Grande apenas deu para fazer este desenho, havia mais coisas para ver.

Mosteiros, São Miguel

Descobri uma esplanada camuflada na encosta que envolve o Porto dos Mosteiros. A vista é de perder o folego. Bem tento, mas mesmo assim não tenho como fugir ao "postal".

(Caneta caligráfica, lápis de cor, grafite e aguarela)                                                        «in situ»

Berlengas

No dia 24 fui até às Berlengas. Ao contrario dos muitos relatos que tenho ouvido (viagem atribuladas pela forte ondulação) a viagem de barco foi muito calma. Até consegui desenhar de pé.

As Berlengas transportam-nos para mundos longínquos. Quase me senti nas Galápagos. Ali o único estranho é o ser humano. A ilha não é nossa. É dos pássaros, dos peixes e das plantas. Maravilhei-me com as cores e as texturas das rochas. Mergulhei na água gelada, nadei com os peixes e claro desenhei o mais que pude.



No fim do dia despedi-me e a meio da viagem já estava cheio de saudades. Tenho de lá voltar.