Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Umas ceroulas azul cueca são o sonho de qualquer passagem de ano...


Parece mesmo o desenho perfeito para o último dia do ano ali na Praça das Flores, em Lisboa. Será que o proprietário estava a secar as suas belas ceroulas azul cueca para entrar com o pé direito em 2016?





5 comentários:

teresa ruivo disse...

Só tu, he he... está demais!

Rita Caré disse...

:)
Sabes, foi o primeiro desenho "completo" do principio ao fim, sem parar, desde que o meu caderno "italiano", com os tais 50 desenhos, ficou na pasta das revistas do avião da TAP para eu nunca mais o ver (já lá vão 3 meses...). Acho que estou finalmente a fazer as pazes com os desenhos e os cadernos...
Não há melhor do que desenhar a dizer ou a pensar disparates e coisas giras para aliviar a tensão da relação com os nossos amados caderninhos! :D

Alexandra Baptista disse...

além disso o formato ajusta-se plenamente ao desenho, é bonita a página. Bom ano Rita.

Rosário disse...

Bom Ano!

Ana Simoes disse...

ahahahahah! Adoro!! "Pai Natal enforcado"... coitado