Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

domingo, 29 de janeiro de 2012

diários gráficos em Viana do Castelo

Cheguei no dia 23 depois de uma viagem de comboio de 4h30.
Depois de um fabuloso jantar, dormi no centro histórico e acordei bem cedo para ir desenhar.
De costas para o rio Lima e bem perto da escultura Monumento à Liberdade do escultor José Rodrigues, resisti ali uns bons 15 minutos ao frio que se sentia às 8h30 da manhã. De mãos geladas, fui pedalar pela cidade e aquecer um bocado.

Por volta das 10h comecei a falar do nosso blogue e dos internacionais. Falei do frio, do anúncio de um volkswagen, de muitos desenhos e técnicas, da brompton, da fábrica da brompton, dos ladrões e de um anúncio de design.

Soube-me bem ir a Viana. Foi uma quebra de rotina fantástica!

6 comentários:

hfm disse...

Belo desenho e reportagem.

Eva Vieira disse...

Foi um prazer ter-te por cá também para uma fuga da minha rotina, bem boa por sinal!Obrigada!

Pollock disse...

Simply and beautiful, I love it !

Rosário disse...

Muito bonito este céu!!!

Manuela Rolão disse...

A continuar divulgar os diários gráficos pelo país...a contaminar o pessoal com bons momentos.Boa, Mário! Além disso, o desenho está... (são as cores, o céu, a perspetiva, o recorte do monte...)

José Louro disse...

Ganda Mário!