Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Desenhar Moinhos

 Depois das belas reportagens gráficas do André Baptista e do Bruno Vieira, pouco ou nada me resta a acrescentar a não ser os meus desenhos feitos neste fantástico encontro que mostrou que nós, desenhadores de rua, por vezes superamo-nos e enfrentamos a maior das chuvadas só para desenhar o nosso mundo.

 O conjunto dos moinhos da Bordinheira, ainda activos e a produzir a farinha que muitos padeiros artesanais  e tradicionais preferem para a sua actividade.

Que vai para as merendeiras de chouriço e torresmos que se comem aqui em Caixeiros, por exemplo...
E termina na Azenha de Santa Cruz, já desenhada até à exaustão mas que vale sempre a pena. Curiosamente, foi aqui que fiz o desenho no meu primeiríssimo encontro de desenho em Agosto de 2014 e que publiquei aqui.

9 comentários:

hfm disse...

Gosto. Muito.

Bruno Vieira disse...

E não podiam faltar, mais desenhos fabulosos.

teresa ruivo disse...

Puxa...que maravilha!

Fernanda Lamelas disse...

Muito bons! O terceiro até parece que tem as velas a rodar ao sabor do vento...

Alexandra Baptista disse...

Claro que os desenhos são todos interessantes, mas aprecio, particularmente, o primeiro. Gosto muito do contraste de valores lumínicos e da sua relação com o interior/ exterior, é muito bonito mesmo.

Ana V Pato disse...

Muito bonitos!

Membro USK disse...

Que bonito
Leonor Janeiro

João Santos disse...

Dizer que estão todos um regalo não é novidade. Mas aquele segundo, pelo contraste que consegues entre a expressividade do contexto e os moinhos, e o 3º, pelo enquadramento, estão de cortar a respiração.

Pedro Alves disse...

Muito obrigado a todos! ;)