Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Festival Internacional da Máscara Ibérica - parte IV

O desfile foi muito animado e divertido, não consegui estar na tenda de preparação dos mascarados a horas, onde poderia desenhar com mais calma, por isso os desenhos são mesmo do início, durante e depois do desfile. Foi engraçado que ao perceberem que estavam a ser desenhados faziam questão de posar e claro depois queriam uma foto do seu desenho! Para o ano há mais :)!



Este mascarado andava tão devagar que consegui desenha-lo em pleno andamento, literalmente coberto de musgo :)





Esta máscara de madeira do Chocalheiro pesava 5kg (mais as laranjas :) ) e o mascarado andou o desfile todo a correr e a fazer tropelias com ela colocada. Estava exausto quando se sentou para descansar e a tirou, foi quando a desenhei também.


Só faltou a chouriça pendurada na vara :) Adorei desenhar este mascarado, todo negro, este mascarado de Tó estava coberto de carvão de cortiça.


6 comentários:

Rosário disse...

Fantásticos desenhos Suzana!

hfm disse...

Como a Rosário diz, estão fantásticos e que colecção.

André Duarte Baptista disse...

sempre a surpreender Suzana

USKP disse...

Desenhaste imenso, Susana!
Também não consegui ir à tenda...cheguei em pleno desfile...quando a agitação estava no auge!
Gosto particularmente do primeiro desenho e da máscara com apontamentos vermelhos!

Paula Cabral

zeta disse...

Grande reportagem!

Cesar disse...

Ena, grande produção, e bastante boa, por sinal.