Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Museu arqueológico do Carmo

Aqui vão os meus desenhos do encontro no museu arqueológio do Carmo.





11 comentários:

Mário Linhares disse...

É interessante ver as ruínas por cima do rei D. Fernando III que está por cima da múmia...
... ele há coisas...

nelson paciencia disse...

Impressionantes desenhos António.

António Araújo disse...

Mário: camadas geológicas! :) Nem me tinha ocorrido...(na verdade está na ordem inversa da execução dos desenhos)

Nélson: foi mesmo só para impressionar ;) :D

Abraço
A.

Maria Celeste disse...

...e também desenhastes pessoas vivas muito bem...

António Araújo disse...

Maria Celeste, não coloquei esse desenho porque ficava numa camada geológica demasiado recente, e destoava. :)

Abraço
A.

Henrique Vogado disse...

O detalhe é impressionante.

Manuel Tavares disse...

Mais uma vez volto-te a dizer António, muito bom o desenho da múmia. Abraço.

hfm disse...

Como te disse nesse dia no Museu foi um privilégio ver-te começar o desenho da múmia e horas depois vê-la no seu pormenor e volume. Também gosto dos outros.

António Araújo disse...

Eu também gostei muito de desenhar a múmia. Tentei evitá-la no início, porque sabia que se começasse não ia conseguir parar, e tinha planeado passar mais tempo na arquitectura. Mas depois lá disse "só um esboço rápido", e....foi o que foi :p

Abraço
A.


Cesar disse...

Como sempre, António, os teus desenhos estão fantásticos! Obrigado por os mostrares aqui.

Carlos Ferreira disse...

A múmia está mesmo morta... certo?