Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Uma árvore perdida no meu caderno ...

Caneta fina e aguada.

3 comentários:

Manuela Rolão disse...

E ainda bem que reencontrada!Gosto muito da textura do tronco e da perspetiva da cerca, que leva o nosso olhar até lá ao fundo!

cláudia mestre disse...

Tens que procurar para ver se não encontras mais :) Gosto muito deste desenho.

Rosário disse...

Muito bonita! Com a perspectiva das árvores e da cerca ´não anda perdida!