Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

sábado, 30 de julho de 2011

Sketchcrawl - 23 Julho Terreiro do Paço - Lisboa

Depois de assistir às apresentações dos dois últimos
oradores, no último dia de Simpósio, eu e a multidão de participantes
juntamo-nos aos muitos desenhadores anónimos que quiseram dizer pre-
sente no Sketchcrawl convocado para a sala de visitas da cidade, o grandioso
Terreiro do Paço, segunda maior praça pública !?!de Portugal ,depois da
praça do Império.
Dia inesquecível ,ainda mais lindo com a paisagem humana dos desenhadores urba-
nos de tantos pontos do globo,que ao Sol ou à sombra, na maioria ficaram
o resto da tarde a fazer registos, muitos aplicando os ensinamentos adquiridos
durante o Simpósio, como que querendo eternizar estes momentos mágicos.
Eu estive no interior e no exterior arco do Pátio da Galé. Jamais esquecerei este dia.


5 comentários:

Manuela Rolão disse...

Elizabete, não te encontrei, que pena!Foi decerto uma grande tarde colectiva.
Estes desenhos estão fabulosos com o contraste dentro/fora e sombra/cor!
Um abraço.

Rosário disse...

Bem bonito!

zeta disse...

Restaram apenas escassos momentos para troca de impressões nesses dias agitados.
Forte e aprazivel expressividade do claro-escuro que acompanha a luminosidade do último dia lindo.

Mário Linhares disse...

Elizabete, não te vi por lá! Por onde andaste?

Elizabete Santos disse...

Mário só te vi no auditório, encontrei o Eduardo Salavisa e ele desafiou-me a ssistir aos oradores de encerramento do Simpósio.