Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blogue só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Cinemateca

A coluna feita de caixas de filmes num espaço lindíssimo.

8 comentários:

hfm disse...

Um dos locais emblemáticos de Lisboa.

hfm disse...

Não disse que gosto muito destes traços duma coluna que é muito difícil de ser desenhada.

Cesar disse...

Belo desenho que me está a aguçar a vontade de por lá passar e desenhar também os míticos objectos cinematográficos que habitam essa casa que nos é tão querida.
A coluna de caixas faz lembrar o tronco de uma palmeira.

J.Espadaneira disse...

Mas que belo desenho que aqui temos!

Maria Celeste disse...

...conheço bem este espaço e a coluna de bobines (que ficarão bem arrumadas)...
...e gostava tanto de descer aquela escada...
... belo desenho...

Unknown disse...

Apeteceu-me voltar a desenhar!

cláudia mestre disse...

O desenho está lindíssimo assin como o espaço!

Manuela Rolão disse...

Um lugar para um encontro? Estive lá na sessão de doação do espólio de cinema do meu Pai no ano passado. Chegou a recear-se o seu fecho... Espero que não! O teu desenho já é um contributo para a memória. O enquadramento está incrível e a perspetiva da "torre" está... fabulosa!