Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Abanicos

Enquanto comia abanicos num restaurante de Barranco do Velho fui desenhando personagens que estavam à minha frente. Um grupo de franceses muito animados depois duma caminhada e dois homens sozinhos, um lambia-se com uma espetada e o outro farto de esperar pelo repasto.
E assim se vai completando o caderninho e trainando a mão.
Leonor Janeiro

Arco da Rua Augusta


Curioso, sempre que desenho este arco, nunca me cabe na folha e de todas as vezes eu uso aquele truque de dobrar a folha seguinte para o poder completar. Este desenho também não foi excepção.

Pescaria nos Mosteiros

Porto de pesca dos Mosteiros

(Aguarela, grafite, caneta caligráfica, carimbo e lápis de cor)                                                                                                               «in situ»

3º Encontro Internacional de Desenho de Rua, Torres Vedras

Três dias de intensa actividade, desenhando de manhã à noite em lugares magníficos de uma terra nova para mim, mas onde me senti como em casa; Um ambiente fantástico pleno de pessoas extraordinárias e talentosas, algumas que já conhecia e outras que adorei conhecer; O desafio de orientar duas oficinas com parcerias “de respeito”, o Simon Taylor e a Isabel Alegria, onde ensinei muito pouco em comparação com o que aprendi em todas as outras; Novas abordagens, novas técnicas, e em alguns casos a “chave” para coisas que já andava com vontade de fazer... E tudo isto com um acolhimento e tratamento cinco estrelas por parte do André e toda a sua equipa, para quem nunca é demais um enorme Obrigado!
Não é fácil escrever sobre algo que ainda está a ser “metabolizado”, pelo que aqui fica meia dúzia de apontamentos dispersos, entre convívio e actividades. E que venha de lá o próximo!

 
 
 
 
 
  
  

Encontro na Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos - Museu da Água - em Lisboa - 11 de Novembro



Vamos descobrir a parte menos conhecida do Museu da Água: a estação elevatória dos Barbadinhos junto a Santa Apolónia. Para além do interior cheio de maquinaria possui uma belíssima zona informativa e interactiva e um pequeno jardim. E a vista para o rio, não vai faltar :-)

Ponto de encontro: Rua do Alviela nº 12 às 10h.

Como chegar: Trajecto a partir da estação de Santa Apolónia: seguir pela lateral Rua Caminhos de Ferro + Rua da Bica do Sapato + Calçada de Santa Apolónia e a meio da Calçada dos Barbadinhos virar à direita. Quem for a pé a partir da estação de Santa Apolónia são cerca de 10 minutos a pé.
GPS: 38º 43’ 8,66” N 9º7’ 9,47” W
Autocarros: 735, 794,706 e também 712, 782 em Santa Apolónia; Comboio e Metro: Santa Apolónia.



A entrada é gratuita para todos os Urban Sketchers presentes. Quem chegar depois da hora, é indicar que faz parte do grupo de modo a não pagar entrada.

Se tiverem algumas dúvidas, falem comigo: Isa Silva (isa13v@gmail.com)

Apareçam! :-)

Gianyar, Bali, Indonésia.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

BUS

A caminho de Elvas, para o TRAÇO 2017

3º Encontro Internacional de Desenho de Rua

Chegou ao fim, para o ano há mais
 
 
De pé, sentados ou de joelhos, faça chuva, faça sol, em asfalto ou terra batida, o segredo é não desistir.
E assim, lado a lado, solidários e confiantes, chegaram todos à meta de mais uma maratona de desenho. Não houve vencidos, só vencedores. Estão todos de parabéns.
Obrigado a todos os participantes, aos formadores, aos anfitriões, às escolas, aos parceiros e a todos os elementos da organização.
OBRIGADO
 
 
 
 
Foto de um dos grupos do dia 13.
 
 
O único exercício que consegui concluir, lançado pela Patrízia e Vicente.

Aproveito para agradecer aos 10 formadores, pela entrega e generosidade. O vosso contributo foi determinante para o sucesso do evento: Obrigado Patrízia, Isabel, Monia, Nathalia, Vicente, Pedros (Alves e Loureiro), Augusto, Paulo e Simon.

 
Nota: As fotos, dedico a todos os participantes, formadores e parceiros. Mas o desenho é dedicado, a uma grande amiga, a pessoa que mais me tem ensinado no mundo dos cadernos - mais do que um melhor desenhador, ela tem-me ensinado a ser uma melhor pessoa. Este desenho é para ti Ana Luísa Frazão. Em 2014, quando te pedi ajuda para organizar o 1º arte ao centro, sem me conheceres de lado nenhum, disseste  logo "conta comigo, sempre que precisares". Assim foi/é. Obrigado por tudo.



Traço 17 - Festival de Desenho do Alentejo

Forte da Graça, Elvas



Desenho no período da manhã em que nos foi proposto desenhar para o interior do Forte da Graça. Casas de habitação de militares situadas no forte.






Desenho do período da tarde. Vista panorâmica de Elvas desde o núcleo central do Forte da Graça, Elvas, ainda no famoso caderno Laloran de formato comprido.



Sábado, 14 de Outubro 2017




Metropolitanos



Castanhas

Não me apetece comer castanhas porque o calor tarda a ir embora.Mas ver os castanheiros carregados é uma imagem bonita sobretudo porque os ouriços já estão meio abertos e os tons de verde e castanho misturam-se numa combinação subtil. Quem sabe se no final da semana já é tempo de assar castanhas....Leonor Janeiro

3º Encontro Internacional de Desenho de Rua

De 13 a 15 de Outubro decorreu o 3º Encontro Internacional de Desenho de Rua integrado no Arte ao Centro Torres Vedras. Só fui no dia 14. O especial destes encontros - e a minha experiência restringe-se aos OesteSketchers -, é o ambiente eminentemente inclusivo e encorajador do rabisco que os permeia. Funcionam como um cadinho onde se resgatam vontades de desenhar que ficaram esquecidas pela vida, onde os mais tímidos e/ou menos experientes no traço e/ou na cor são calorosamente acolhidos e encorajados, e onde as dicas preciosas, a generosidade e a modéstia dos craques do risco têm sido regra, no auxílio e orientação aos "novatos". Em especial, o ANDRÉ DUARTE BAPTISTA enquanto mentor desta iniciativa, está de PARABÉNS!

O 1º workshop do dia na Adega Mãe com a Patrízia Torres e o Vicente Sardinha
"Histórias da Adega, as suas gentes e os seus vinhos"

O 1º workshop do dia na Adega Mãe com a Patrízia Torres e o Vicente Sardinha
"Histórias da Adega, as suas gentes e os seus vinhos"
Foi-nos oferecido um bloquinho (A6, acho...) onde fui roubando à pressa os 2 registos abaixo enquanto a visita guiada à adega decorria antes do workshop.




Segundo workshop do dia, da parte da tarde, na Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa, com a Monia Abreu e o Simon Taylor
"Contexto, Enquadramento e Distorção"

Segundo workshop do dia da parte da tarde na Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa, com a Monia Abreu e o Simon Taylor
"Contexto, Enquadramento e Distorção"


Uma tentativa de Vicente Sardinha apanhado a rabiscar

O Simon e a Monia a introduzir o workshop. Curiosamente, a dupla tem as mesmas iniciais que o local visitado!

3º Encontro Internacional de Desenho de Rua (Torres Vedras)


O workshop de Simon Taylor e Paulo J Mendes no Instituto da Vinha e do Vinho

Museu do Traje

Ainda o (a)Riscar o Património 2017, a excelente iniciativa da DGPatrimónio, desta vez, no caso de Lisboa, no Museu do Traje, onde não pude estar infelizmente toda a tarde.




Os Pombos - Desafio 82


Uma menina à espera...


Pescaria nos Mosteiros

Depois do Furacão Ophelia, o dia ficou lindo e só nos apeteceu ficar junto ao mar e não fomos os únicos. Encontrámos um grupo de turistas que pescaram imenso (Prombetas e Sargos), no final da pescaria ofereceram-nos tudo, nem sabiamos o que dizer, estavam de férias num hotel, não podiam ficar com o peixe.

(Aguarela, grafite, caneta caligráfica, carimbo e lápis de cor)                                                                                                                     «in situ»

Marilisa Mesquita

No ciclo de oficinas “Vamos desenhar com...” a decorrer durante este ano no Museu do Carmo, chegou agora a vez da Marilisa Mesquita nos vir falar do seu percurso e fazer uma proposta. É no sábado, dia 21 de Outubro, pelas 15h. Apareçam!


3º Encontro Internacional de Desenho de Rua

Este fim de semana decorreu o 3º Encontro Internacional de Desenho de Rua onde tive o prazer de estar como participante no workshop do Simon Taylor e da Mónia. À noite enquanto o prato não chega, num restaurante "pró-fino" como toalhas de pano, alguns outros formadores tiveram de saltar para o caderno.

As Azeitonas