Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

S. Pedro Roriz.
Depois de uma visita ao Mosteiro de Singeverga.

Castelo de Santa Maria da Feira 

O Castelo, um passeio a pé e uma uma fogaça com um chá. Um excelente domingo.

No Hospital de Évora

Estive como acompanhante nesta noite e madrugada no Hospital de Évora. Era meia-noite quando fiz este desenho. Foram 4,5h à espera dos exames e do diagnóstoco médico, mas senti sempre a confiança de estar no sítio certo.

Desenhar o emigra...



Para qualquer um de nós, o reencontro com grandes amigos que estão além-fronteiras passa por conversar até mais não, onde cada um se actualiza dos eventos em ambos os países. Para um sketcher, este reencontro não pode terminar sem "imortalizar" uma ou duas cenas para mais tarde recordar. Estes dois desenhos foram feitos para o meu e ex-colega de curso/trabalho e acima de tudo, grande amigo Carlos Patronilo, que veio de Aalborg, Dinamarca para o seu merecido encontro com familiares, amigos e gastronomia nacionais! ;)
 


Desenho incompleto a que apenas, em casa dei cor, pois preferi conversar com os amigos. Feito antes da exposição dos postais do Pedro Cabral sobre Carnide. A não perder.

AINDA DESENHOS DAS FÉRIAS...



Jornadas Europeias do Património

O Elevador da Glória é Monumento Nacional. 

No dia das Jornadas Europeias do Património (ver aqui mais informações), em Lisboa no dia 27 de setembro, sábado às 14h30, reunimo-nos em frente ao Museu do Carmo (1ºencontro), vamos até ao Largo da Misericórdia onde está a igreja de S.Roque (2ºencontro) e depois desenhamos o Elevador da Glória (3ºencontro). Se ainda houver tempo descemos até aos Restauradores e acabamos no Largo de S.Domingos a desenhar a igreja com o mesmo nome (4ºencontro).

Não esquecer que os desenhos entregues até 11 de outubro integrarão uma exposição itinerante.


A expressão dos meus olhos ...


O que um borrão na folha pode proporcionar ...
Olhei para o espelho e apeteceu-me registar estes olhos que me permitem desenhar ...
Isabel Esteves

Viagem de comboio

De regresso a casa.... gosto de andar de comboio e o intercidades é rápido e pontual...mas, é dificil desenhar em andamento com a trepidação que se sente.

quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Falésias no concelho de Lagoa

Depois de há uns meses fazer um trilho pelas falésias da zona de Lagos como podem ver aqui e aqui, fui até as falésias da zona de Lagoa e acabei a visitar algumas praias da minha infância.
Praia dos Caneiros em Ferragudo - Lagoa.
 Praia do Paraíso em Carvoeiro -  Lagoa.
Falésias junto à praia do Paraíso, Carvoeiro - Lagoa.
Praia de Carvoeiro em Lagoa.

Intervalo para Almoço 18


O meu regresso ao trabalho e a vida continuava, comodamente à minha espera ;) O edificio do Monumental , no Saldanha em Lisboa.

Paraty: 1ª parte


Antes de mais, as minhas desculpas pelo atraso. A minha ida a Paraty teve 3 objectivos: 5º simposio internacional de urban sketching; 4ª Semana Fluminense do Património (Caso de estudo Torres Vedras); encontro internacional de aguarelistas. Quando saí de casa, levei um diário gráfico e 6 cadernos desdobraveis, convencido que me fartaria de desenhar. Não desenhei tanto quanto gostaria, mas aprendi muito, principalmente que ainda tenho muito para aprender. Deixo-vos aqui o 1º dos quatro cadernos que desenhei. Confesso que me concentrei mais no diário gráfico, aproveitando para fazer a reportagem das actividades em que estive envolvido. Por muita formação que possamos fazer, nada como uma experiência destas para aprender o verdadeiro sentido do diário gráfico. Já estou a digitalizá-lo, mas ainda vai levar algum tempo a concluir.Contactar com outros sketchers, outras técnicas e outras culturas, foi fantástico. Lembro-me que um amigo nosso, português, que não vou dizer o nome, disse-me: "Para o ano estarei presente de certeza, nem que seja na Lua"....

O meu 1º desenho, feito na companhia de dois amigos: Lauro Monteiro e Marta Viana

Desenho feito sob a orientação do Kiah Kiean: tranco (pauzinho) de cerejeira, tinta da china, copo de plástico e gaze para ensopar a tinta.

Rua do Comércio, uma das mais concorridas. Aqui vêm o famoso pavimento "pé-de-moleque". No 1º dia torci o pé :-)

Pousada Literária de Paraty, onde ficam os convidados do FLIP - Festival Internacional de Literatura.

Na varanda da Casa da Cultura, a contemplar mais uma maré cheia que se preparava para inundar parcialmente as ruas de Paraty. Tinha acabado de ver a exposição comemorativa dos 100 anos de Millôr Fernandes, jornalista, ilustrador, cartoonista, um ser impressionante que soube unir como ninguêm o texto e o desenho. Como vêm amigos, a "roda" já foi descoberta há muitos anos :-)

Desenho e colagem no diário gráfico. Festa de encerramento do 5º Simposio Internacional de Urban Sketching. A colagem surge no seguimento de um pequeno desastre no desenho....Ainda houve tempo para colocar a conversa em dia pelo nosso representante, Nelson Paciência, com a sempre simpática Maria José. Com o João Catarino as conversas foram sempre muito rápidas, já que havia sempre alguém a requisitar a sua atenção. Foi considerado o formador mais bem-disposto e disponível... :-)

No domingo,dia 31 de Agosto e não de Setembro, como coloquei no desenho, juntei-me ao grupo de desenhadores de Curitiba, liderado pelo Marconi. Uma experiência gratificante. Obrigado Marconi, pelo convite e pelas impressões que pudemos trocar. 

Aproveito para dedicar este caderno a todos os sketchers portugueses que não tiveram oportunidade de estar presentes.


Olhem o que que encontrei ... ainda se lembram?






Dois recantos encantadores deste nosso Portugal que tive o prazer de conhecer na companhia de amigos ... lembram-se? Encontrei estes registos num caderno que voltei a pegar ...
Isabel Esteves

Constância

No encontro do Zêzere com o Tejo surge Constância que é um lugar encantador!!

E foi uma sensação estranha encontrar - entre a vegetação numa das margens do rio- uma fábrica a fumegar!!!

terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Experiências

Nestas férias comecei a experimentar desenhar apenas com a mancha das sombras "à la João Catarino" (Oh blasfémia! Oh ousadia tamanha!). Fica um dos desenhos; outros no meu blog "A ver com as mãos".
É um verdadeiro desafio, mas dá muito gozo!
- feito com a caneta Brush Pen da Pentel nas folhas de um caderno "Galho".


Dois verões ... a mesma praia









Casa João do Rio



Boas. Depois de uma ausência 'forçada' por razões de maternidade, aqui volto eu ... à casa da Celeste, uma amiga de coração. Foi uma tarde fantástica rodeada de amigos. Obrigada. Isabel Esteves
 


Casa João do Rio



Foi uma tarde fantástica, entre amigos, na casa da Maria Celeste. Partilhámos o centenáio de seu pai e festejámos o aniversário da Marilisa. Desenhei e recebi este caderninho feito pela M.C. com um desenho da lua cheia de Setembro.

Big Ben

E como não se pode ir a Roma sem ver o Papa... enquanto a família se divertia na roda gigante:
Diz que na realidade Big Ben é só o nome do sino, a torre chama-se Elizabeth Tower por causa de uma senhora que manda naquilo tudo.

Casa João do Rio - máquina fotográfica


Em mais uma fantástica tarde entre amigos na Casa João do Rio, encontrei esta máquina fotográfica repousada dentro de um armário. Faz-me lembrar uma máquina que a minha mãe tinha, com este género de capa de protecção tão característica das máquinas de outros tempos.

Castelo de Almourol

segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

Meu querido mês de Agosto....






Ter pouco tempo para desenhar é bom

 Hoje fui buscar as minhas filhas à escola e cheguei 15 minutos mais cedo. Costumo aproveitar estas pausas para desenhar. Quando não tenho muito tempo para "pensar" no desenho atiro-me de cabeça. Gosto desta forma rápida e descomprometida de desenhar.

São Pedro

No sábado estive em São Julião (Ericeira). O tempo estava fresco, muito bom para passear e para desenhar. Cá de cima conseguiamos ver a aldeia dos pescadores com a imensidão do mar ao fundo. Fico fascinado sempre que passo por ali. Sentei-me numa rocha e comecei a desenhar. A meio do desenho São Pedro achou que tinha de intervir. Ainda resisti às primeiras gotas, mas quando percebi que vinham muito mais fechei o caderno e dei corda aos sapatos. Quando cheguei a casa fiquei a olhar para o desenho. Inicialmente pensei regressar ao local para o terminar, mas decidi não o fazer. Um desenho acaba quando tem de acabar.

Festa para desenhar


Fomos desafiados para desenhar na Festa Comunitária do grupo comunitário Galinheiras/Ameixoeira.
Dia 26 é uma sexta, é certo, mas o tema é muito apetecível e, mesmo não sendo este um encontro oficial, não deixa de ser um excelente motivo para nos encontrarmos e desenharmos mais um local de Lisboa que nunca nos receber e agora nos convida!

Questões práticas:
- A festa começa às 10h, mas nós podemos aparecer a partir das 18h.
- Os autocarros disponíveis são o 207, 717, 796, 798, 757. Também existe o metro, mas fica mais longe do largo onde vai decorrer a festa.
- O ponto de encontro é a paragem de autocarro, conforme assinalado no mapa abaixo.


Alinham?


Lagoa de Óbidos

Lagoa de Óbidos, 27 de Julho de 2014. O último dos estudos à volta da Lagoa, deram origem a uma série de nove desenhos de grande formato a ser expostos brevemente, ou assim o espero...